Sociedade

DIA MUNDIAL DA POPULAÇÃO ASSINALADO PELA PORDATA

O Dia Mundial da População é celebrado anualmente, desde 1989, no dia 11 de julho. O objetivo é alertar para a importância das questões populacionais e foi, este ano, assinalado pela PORDATA

A Base de Dados de Portugal Contemporâneo (PORDATA) é um projeto criado, em 2009, pela fundação Francisco Manuel dos Santos, com o objetivo de analisar estatisticamente a progressão ou o reforço dos valores populacionais.

No dia mundial da população, celebrado a 11 de julho, a PORDATA juntou cerca de 37 destaques estatísticos acerca da população portuguesa, com o objetivo de a expor em termos evolutivos, territoriais e no contexto europeu.

A realização das estatísticas incidiram-se em várias áreas: no aumento ou diminuição de residentes, na esperança média de vida, nas principais localidades em que existem aglomerado, na população por sexo e idade, no envelhecimento populacional, nos jovens, no saldo migratório, os nascimentos fora do casamento, na mortalidade infantil, nas principais causas de morte e na representação de estrangeiros em território nacional. Os números das estatísticas correspondem a 2017.

Foi possível perceber que nesse ano houve uma diminuição de pessoas em Portugal, em comparação com 2010. A diferença entre os dois anos rondou os 300 mil.

Ainda assim, Portugal representa 2% dos mais 500 milhões de habitantes da UE28, tendo sido desde 2013 o décimo terceiro país mais populoso. A população portuguesa está, no entanto, cada vez mais envelhecida. Atualmente, o número de idosos é superior ao de jovens; há 15 idosos para cada 10 jovens, contrariamente aos anos 60. Hoje em dia, a população envelhecida é de 2 milhões e a juvenil não alcança mais do que 1 milhão e meio.

A esperança de vida aos sessenta e cinco anos subiu de treze anos para vinte anos. Os portugueses ocupam a décima segunda posição. A Bulgária e Roménia ocupam os últimos lugares, enquanto que a França, Espanha, Itália e Malta possuem os números mais altos de esperança de vida aos sessenta e cinco anos.

Esta e outras estatísticas, agrupadas para celebrar o Dia da População, podem ser consultadas no site da PORDATA, que procura analisar aspetos populacionais e através deles chegar a  estatísticas que vão permitir uma melhor abordagem não só de Portugal como país, mas também a nível europeu.