1º CONGRESSO INTERNACIONAL DEFICIÊNCIA E CIDADANIA VAI DECORRER NO PORTO – Jornal Universitário do Porto
Sociedade

1º CONGRESSO INTERNACIONAL DEFICIÊNCIA E CIDADANIA VAI DECORRER NO PORTO

Nos dias 5 e 6 de setembro vai realizar-se o Internacional Congress on Disability and Citizenship Challenges of (Ab)Normality in Contemporary Societies, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

A FLUP vai receber o primeiro Congresso Internacional Deficiência e Cidadania – Desafios da (A)Normalidade nas Sociedades Contemporâneas. A inscrição é feita através do site e o custo vai depender do estatuto e da data de inscrição. Até 30 de maio, os estudantes têm de pagar 10€, os não-estudantes e outros 20€. Posteriormente, o valor para os alunos sobe para 15€ e os restantes é de 30€. E o limite para a entrega de propostas de comunicação é 30 de maio.

O Instituto de Sociologia da Universidade do Porto é quem está a organizar o evento com o propósito de abordar, de compartilhar experiências e de procurar alternativas, para que a integração dos cidadãos portadores de deficiência seja plena na sociedade. Não há restrições nos assuntos que vão ser debatidos, mas vai haver incidências nas áreas da mobilidade e acesso à informação e comunicação, das dinâmicas do mercado de trabalho e da participação, da educação, das dinâmicas familiares, das identidades e dos direitos.

Da comissão organizadora fazem parte: Alexandra Lopes do Instituto de Sociologia da Universidade do Porto, Ana Catarina Correia, Alice Ribeiro, Filipe Batista, Pedro Barbosa e Rute Lemos, todos da Universidade do Porto.

Neste evento vão participar especialistas internacionalmente reconhecidos tais como: Mark Priesley – da Universidade de Leeds, diretor científico da ANED, European Commission’s Academic Network of European Disability; Paula Campos Pinto – da Universidade de Lisboa, Coordenadora do Observatório da Deficiência e Direitos Humanos; Fernando Fontes – da Universidade de Coimbra, especialista em investigação sobre violência e crimes de ódio sobre pessoas com deficiência em Portugal; Ema Loja – da Universidade do Porto, especialista em investigação sobre os processos de incapacitação e ableísmo em Portugal e a sua relação com as questões do corpo.