Sociedade

CMP: PLANO DE AÇÃO PARA DIMINUIR NÚMERO DE SEM-ABRIGO

A Câmara Municipal do Porto avançará com medidas de forma a erradicar o fenómeno dos sem-abrigo recorrendo a oferta de acolhimento de primeira e segunda linha.

O plano deverá avançar já no primeiro semestre do ano corrente e contemplará a atuação de equipas multidisciplinares, transporte e locais de acolhimento de primeira linha. As medidas delineadas visam consagrar também a assistência médica, sempre que necessária.

Esta realidade social tem vindo a ser estudada pela Câmara, por ser um problema de difícil combate e de natureza delicada.

Segundo os dados da Fundação Porto Social, relativos ao ano de 2015, a cidade do Porto deverá apresentar cerca de uma centena de sem-abrigo, ainda que este número tenha vindo a decrescer morosamente. As causas apontadas para estas ocorrências são, maioritariamente, a desestruturação familiar, a toxicodependência, o alcoolismo e situações de imigração precária.

Apesar de existirem já redes sociais de auxílio para os sem-abrigo, a Câmara Municipal do Porto espera poder atuar mais eficazmente através do plano agora estabelecido, compreendendo e ressalvando que esta é uma problemática comum a muitas cidades do mundo e que a sua completa eliminação será difícil.