Devaneios

E se foram apenas desabafos Dos quais alguém os lê como quem encontra o diário de um desconhecido. E se foram mais que confortos. Se foram como beijos dados num papel Que ajudam a sarar as feridas de quem os sente. E se são, para mim, estados de outra consciência Que restauram a paz...