No dia 23 de maio perdemos Maria Velho da Costa (1938-2020), professora, escritora brilhante, mulher de luta pelos direitos das mulheres, referência do feminismo em Portugal. Era uma das Três Marias, a par das também extraordinárias escritoras Maria Isabel Barreno e Maria Teresa Horta. As três mulheres foram autoras da obra literária reconhecida internacionalmente “Novas Cartas Portuguesas”, lançada em 1972, que abalou o Estado Novo e os grupos mais tradicionais e conservadores da sociedade portuguesa.