Devaneios

Alma Portuguesa

Portugal, o país dos encantos, da natureza e da simplicidade.
Por Inês Ribeiro.

Somos simples e práticos, mas a persistência corre-nos no sangue. Orgulhosos do que fomos, do que somos e do que iremos ser, sabemos que protagonizamos grande parte da História através dos feitos dos nossos antepassados, mas a verdade é que a história não tem fim e nós não queremos deixar de ter o papel principal.

Em Portugal nasceram os maiores talentos. Os que mostraram, no exterior, do quê que o povo português é feito: amor, talento, ambição, pureza e fado. O amor pela pátria é visível nos nossos olhos. A palavra “talento” não consegue descrever toda a grandiosidade das personalidades emblemáticas que marcaram o nosso povo.

A nossa ambição não tem fim, lutamos sempre pelo reconhecimento que merecemos. Somos puros e autênticos. Não deixamos nada por dizer, nem por fazer.

No fado está a nossa identidade – é através dele que cantamos a nossa cultura e fazemos com que outras culturas nos admirem.

Ser Português é ter a certeza de que o nosso território é pequeno, mas a nossa alma é maior do que o mundo inteiro.

Ser Português é saber que mesmo se um dia tivermos de sair do país, o nosso objetivo será sempre voltar.

Ser Português é conhecer a grandiosidade.

Ser Português é admirar a nossa gastronomia, que com certeza é insubstituível.

Ser Português é saber receber quem nos visita.

Ser Português é saber reconhecer a sorte que tivemos em nascer neste belo e pequeno jardim plantado à beira mar.

 

Artigo da autoria de Inês Ribeiro.