Devaneios

SONO DA VERDADE

Deixo as enfermidades que tanto amo dominar-me.

Em busca de atenuação de toda

A dor e sofrimento,

Deixo-me amar estas coisas.

E que o amor me obceque por elas.

Preciso de o deixar entrar para longe da razão

Para restar alguma.