Opinião

A banda sonora das nossas vidas

Às vezes penso em ‘banda sonora’ como o conjunto de músicas que define a nossa vida, as várias etapas por que já passámos, os amigos que fizemos e as pessoas que conhecemos. São as músicas do nosso próprio filme. É como se tivéssemos uma música diferente para cada momento do nosso viver e, no final, todas elas, juntas, contassem toda a nossa história.

Por Ana Filipa Duarte

A música transmite muito mais do que uma simples letra e melodia. Ela transporta emoções, memórias e pensamentos…

Às vezes penso em ‘banda sonora’ como o conjunto de músicas que define a nossa vida, as várias etapas por que já passámos, os amigos que fizemos e as pessoas que conhecemos. São as músicas do nosso próprio filme. É como se tivéssemos uma música diferente para cada momento do nosso viver e, no final, todas elas, juntas, contassem toda a nossa história.

De facto, existem muitas músicas que nos definem. Ou que, pelo menos, definem a maneira como nos sentimos em determinada fase.

Esta banda sonora é como se fosse uma história, que conta as diversas fases da nossa vida. E, na realidade, é o que efetivamente ela é. É como comparar essa história a um álbum de fotografias. A primeira música conta o nosso tempo de infância; a segunda, a primeira festa de aniversário com os nossos colegas da escola; a terceira, mais triste, relembra o dia em que estávamos a aprender a andar de bicicleta, caímos e fizemos uma ferida no joelho…

E não é só a nós que essa banda sonora diz respeito, mas também às pessoas e coisas que fizeram parte da nossa vida em algum momento. A nossa memória e a maneira como nos conseguimos lembrar detalhadamente de momentos, apenas graças a um som ou cheiro, é inexplicável. Já aconteceu ouvirem uma música e automaticamente lembrarem-se de alguém? Ou mesmo, de repente, começar a tocar uma canção e recordarem uma viagem que fizeram, uma paisagem que contemplaram, ou uma aventura que viveram? Tenho a certeza que sim!

A música pode trazer consigo sentimentos felizes ou lembranças de momentos tristes, misturados com saudade, de qualquer forma está à vista que o poder que ela tem em nós é inigualável. São essas recordações que a música nos dá, que criam a banda sonora das nossas vidas. Isto é, essas músicas representam uma parte de cada um de nós, e, por isso, são parte da nossa banda sonora. Todas as músicas e efeitos sonoros que a constituem têm um grande valor e são muito importantes, à sua maneira. Não seria a nossa banda sonora se uma das partes não estivesse presente. Se o momento foi outrora vivido, é agora história! E agora tem uma música para o representar!

Convido-vos a pensar em diferentes músicas que vos lembrem o verão, o Natal, algúem especial, a vossa família, uma música indispensável para viajar e outra que vos faça levantar do sofá e dançar… São elas a banda sonora da nossa vida. Fazem parte de uma playlist que não encontramos no Spotify, mas nas nossas memórias!

Escutemos esta banda sonora que nos leva aos momentos passados e recordemos as músicas da nossa história. Foram elas que formaram a pessoa que somos hoje. E devem ser apreciadas, relembradas! A isto é que podemos chamar “a verdadeira playlist atemporal“!

 

Artigo da autoria de Ana Filipa Duarte