Artigo de Opinião Opinião

A DESTRUIÇÃO DIÁRIA DE UM PLANETA

Existem cerca de um milhão de espécies animais em vias de extinção neste momento devido a incorretos comportamentos de produção e consumo.

As atividades humanas desenvolvidas sem qualquer tipo de sustentabilidade racional têm-se vindo a refletir no planeta Terra, cuja superfície se encontra neste momento modificada (mais concretamente 75%). Nesta lista infindável de atos praticados sem qualquer tipo de consciência ambiental, encontram-se a agricultura intensiva, a pesca em excesso e a desflorestação. O cenário é negro – a percentagem de anfíbios em risco de extinção ultrapassa os 40%, tal como um terço dos tubarões e peixes também se encontram em perigo.

O ser humano tem o dever de repensar as suas atitudes num panorama completamente assustador, em que a natureza dá sinais de fragilidade diários. As mudanças climáticas falam por si: um calor arrebatador na Europa e Portugal, de forma isolada, com temperaturas amenas. É fundamental que os cidadãos percebam que devem cuidar de uma casa que é coletiva, sendo que precisam dela para comer, beber, na realidade, precisam dela para viver. E, no meio das suas ações egoístas e ilógicas, não param para pensar que estão a acabar com os seus recursos e que, amanhã, pode ser tarde demais.

Neste verão, há várias iniciativas interessantes em prol da defesa ambiental que devem ser exploradas por todos nós. Recolher três objetos sempre que vamos à praia é uma das ideias mais partilhadas nas redes sociais e com grande adesão. É crucial relembrar que daqui a 100 anos já não estaremos aqui. No entanto, as gerações vindouras habitarão no planeta com todas as sequelas provocadas por nós.

Artigo de Joana Sousa. Revisto por Adriana Peixoto.