Educação Sociedade

Estudantes ucranianos poderão ter acesso ao Ensino Superior com regime especial

Com o inicio da guerra na Ucrânia e com grande número de refugiados ucranianos por toda Europa, em Portugal, foi criado um decreto-lei que protege os estudantes ucranianos. Este dá-lhes o direito de ter acesso ao Ensino Superior em Portugal com um regime especial.
Fonte: Pexels

Milhares de ucranianos foram obrigados a fugir para outros países europeus devido à invasão da Rússia à Ucrânia, entre os quais, estudantes universitários, que foram forçados a abandonar os seus estudos e a esperança de terem um futuro melhor.

Fonte: Pexels

Em Portugal, no dia 23 de março deste ano, foi aprovado um decreto-lei que prevê alguns apoios às famílias e empresas ucranianas devido à na guerra que se vive no país. Neste estão também incluídos os estudantes, segundo a Uniarea. 

No entanto, antes da aprovação do decreto-lei, a Direção Geral do Ensino Superior (DGES), já tinha publicado um aviso sobre o assunto em que assegurava “a inclusão dos alunos ucranianos nas instituições portuguesas, à luz desse estatuto, criado em 2018”.

Não obstante, foi aprovado um decreto no mesmo dia onde se assegura uma formação profissional para aqueles que não estão preparados, uma vez que não têm um diploma ou grau reconhecido por não serem portadores de pré-requisitos para tal.

Artigo de Catarina Fernandes Almeida

Revisão de Inês Santos