UNIVERSIDADES: MENOS VAGAS NO PORTO E LISBOA – Jornal Universitário do Porto
Educação

UNIVERSIDADES: MENOS VAGAS NO PORTO E LISBOA

Foram cortadas 1100 vagas em nove politécnicos e universidades de Lisboa e do Porto. O despacho publicado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior tem como objetivo atrair alunos para o interior.

O despacho entra em vigor já nas próximas candidaturas, que tiveram  início a 18 de julho. A informação divulgada pelo jornal Público confirma um corte de vagas criticado pelos alunos e reitores. Apesar dos cortes nas principais cidades universitárias do país, os cursos e Medicina, Tecnologia Nuclear e Física, não sofrem alterações. A Escola Náutica Infante D. Henrique também é uma exceção aos cortes.

As universidades e politécnicos em causa são: Universidade de Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, ISCTE-IUL, Instituto Politécnico de Lisboa, Universidade do Porto, Instituto Politécnico do Porto, Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, Escola Superior de Enfermagem do Porto e Escola Superior de Enfermagem de Lisboa.

Ao JPN, tanto o agora reitor da Universidade do Porto como o ex-reitor Sebastião Feyo de Azevedo, discordam da medida e assumem a dificuldade de atingir os objetivos propostos.

Com estes cortes o MCTES pretende aumentar em 5% as vagas nas restantes áreas universitárias do país e, assim, evitar a aglomeração no Porto e em Lisboa.