Desporto

Basquetebol: FC Porto confirma favoritismo e vence o Sangalhos Desporto Clube 

Os “dragões” visitaram e venceram, este sábado, o Sangalhos Desporto Clube em jogo a contar para a segunda jornada do campeonato nacional. 71-78 foi o resultado do encontro. Por Clara Loureiro

Numa partida que marcou o regresso oficial do Sangalhos Desporto Clube à primeira liga de basquetebol ao fim de 26 anos, o FC Porto foi o primeiro adversário a defrontar a equipa de Anadia. O histórico de partidas entre os dois conjuntos apontava para um jogo teoricamente tranquilo para a equipa dos “dragões”.  Mas o jogo foi renhido até ao fim.

Primeira parte prometedora 

Os primeiros minutos da partida faziam prever um final de tarde animado. O primeiro quarto começou com duas equipas muito assertivas e eficazes no lançamento ao cesto. A equipa da casa demonstrava-se determinada a não facilitar o jogo e a fazer suar os jogadores “azuis e brancos”. 

Os dez minutos iniciais foram pautados por um equilíbrio que indiciava um jogo aguerrido e bem disputado entre as duas equipas.  Com um grande lançamento da linha dos três pontos, Justin Stovall, jogador da “casa”, fixou o placar do primeiro quarto em 19-17.  

À entrada para os segundos dez minutos foi a formação “forasteira” a inaugurar o marcador, através do base norte-americano Teyvon Myers, e, desta forma, a empatar a partida. Este foi o início do primeiro disparo da equipa da Invicta no marcador que, através do triplo de João Guerreiro, carimbou o marcador em 25-34. 

A equipa da casa mantinha a sua defesa à zona enquanto os jogadores portistas demonstravam uma maior paciência no ataque e um coletivo mais forte.  Este momento impetuoso dos “dragões” refletiu-se, também, na melhoria da organização defensiva que originou um parcial de 36-45, no fim da primeira parte. 

Grande espetáculo de basquetebol

A segunda parte começou com a equipa de Fernando Sá, técnico do FC Porto, a querer resolver o jogo, através do triplo de Charlon Kloof. O marcador continuava a ser favorável à turma da “Invicta”, contudo, os descontos de tempo pedidos por Emanuel Silva, treinador do Sangalhos, obrigavam à mudança de atitude por parte da sua equipa.

No decorrer do primeiro quarto, as equipas iam alternando em lançamentos certeiros e só nos últimos minutos é que a equipa da casa se aproximou da formação portista. O placar apontava para um parcial de 51-54.

No derradeiro período, as emoções foram ao rubro e as bancadas do pavilhão desportivo de Sangalhos empolgaram-se com a prestação da equipa.  A formação do técnico Emanuel Silva não desistia de discutir o resultado e não permitiu que a formação “azul e branca” descolasse. 

Contudo, e apesar das investidas constantes do clube da casa, a vitória caiu mesmo para o conjunto da Invicta, que fixou o resultado em 71-78.

Em termos individuais, Teyvon Myers foi o melhor jogador desta partida, tendo colecionado 22 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola. 

Com esta vitória, os “dragões” mantêm-se no topo da tabela classificativa e somam mais dois pontos.

Artigo da autoria de Clara Loureiro