Desporto

Basquetebol: FC Porto nas meias-finais da Taça de Portugal

Os “azuis e brancos” venceram a formação da UD Oliveirense, esta sexta-feira, no Pavilhão Municipal de Albufeira, em jogo a contar para os quartos-de-final da Final Eight da Taça de Portugal. 87-60 foi o resultado final. Por Duarte Alves.

Terminada a fase regular, na semana passada, frente ao Sporting Clube de Portugal (Sporting CP), o Futebol Clube do Porto (FC Porto) entrou em campo para defrontar a equipa da União Desportiva Oliveirense (UD Oliveirense) nos quartos-de-final da “prova rainha”. 

Muita luta, muito equilíbrio

As formações do FC Porto e UD Oliveirense já são velhas conhecidas. Este ano já se defrontaram por diversas ocasiões e o encaixe entre elas foi patente em vários momentos da partida. 

No arranque do jogo, a  turma “azul e branca” conseguiu ser superior na luta das tabelas. Valeu aos portistas a inspiração dos seus postes que assumiram uma papel preponderante no parcial de 15-8 que se verificou no marcador. Perante este desnível no resultado, o técnico João Figueiredo, técnico da equipa de Oliveira de Azeméis, viu-se obrigado a pedir um tempo de desconto. Os seus jogadores acataram as ideias do treinador e conseguiram aproximar-se no marcador, onde ficou fixado o resultado 19-16 para os portistas, no fim do primeiro quarto. 

O segundo período ficou marcado pela mudança de estratégia defensiva da equipa oliveirense, mas sem sucesso. O desacerto ofensivo da equipa dos Unionistas foi absoluto, ao não conseguir qualquer ponto nos primeiros cinco minutos do segundo quarto, ao invés do FC Porto que conseguiu um parcial de 8-0 e chegou à vantagem na casa das dezenas.

Até ao fim da primeira parte, verificou-se uma inversão nos papéis, no capítulo do lançamento. A Oliveirense começou a acertar e os portistas estagnaram, o que levou a uma recuperação da turma de Oliveira de Azeméis. O resultado ao intervalo era de 32-28.

Último período demolidor 

A segunda parte começou como a primeira, com os portistas mais fortes, a entrar a todo o gás, com o claro objetivo de passar à próxima eliminatória. Com o jogo interior a ser fundamental na manobra ofensiva da equipa do FC Porto, a distância voltou a alargar-se no marcador, com um parcial de 10-2.

Apesar da UD Oliveirense recuperar ligeiramente no marcador, o inevitável Max Landis fazia questão de colocar o FC Porto distante dos seus adversários no marcador. Protagonizou múltiplos lançamentos e assistências eficazes e dificultou a tarefa do conjunto de Oliveira de Azeméis, que não conseguia parar o norte-americano dos “dragões”. Até ao fim do terceiro quarto, o FC Porto conseguiu manter as distâncias no marcador e chegou ao derradeiro período a vencer por 54-45.

Os últimos dez minutos da partida foram um sonho para os portistas e um verdeiro pesadelo para a equipa da UD Oliveirense. Nada fazia prever o desfecho desta partida, com um FC Porto irrepreensível, ao contrário de um adversário que não conseguiu dar a volta ao texto e acabou por mergulhar numa distância irrecuperável.

O começo do último quarto foi conturbado. Uma falta técnica e antidesportiva assinalada à equipa da UD Oliveirense, bem como o triplo de Vlad Voytso dificultaram a vida dos oliveirenses e foram o combustível para que a turma azul e branca se conseguisse distanciar- no marcador para nunca mais ser “apanhada” pelo seu adversário.

Com um parcial de 33-15 no último período, o Futebol Clube do Porto carimbou a passagem às meias-finais da Taça de Portugal. O resultado final da partida foi de 87-60.

No capítulo individual, destaque para Max Landis, jogador do FC Porto, com 19 pontos e quatro assistências, enquanto o norte-americano Shaun Willett foi o melhor elemento da equipa de Oliveira de Azeméis com 18 pontos, seis ressaltos e cinco assistências.

No final da partida, o técnico do FC Porto, Moncho López, enalteceu o facto de a sua equipa vencer todos os períodos do encontro, frente a uma boa equipa. Já João Figueiredo, treinador da UD Oliveirense, não se mostrou agradado com os seus jogadores e focou a falta de reação do conjunto dos Unionistas ao lutar pelo resultado, depois do parcial desfavorável no começo do quarto período.

Este sábado, os “dragões” defrontam o rival Sporting Clube de Portugal, para as meias-finais da Taça de Portugal, às 17h, no Pavilhão Municipal de Albufeira. Já a turma de Oliveira de Azeméis vai preparar o começo dos playoffs, onde tem encontro marcado com o CAB Madeira, no seu pavilhão, dia 12 de maio pelas 20h30.

Artigo da autoria de Duarte Alves