Desporto

Basquetebol: FC Porto vence de forma confortável o Vitória SC

Os “dragões” venceram a formação vimaranense, esta quarta-feira, em jogo em atraso da nona jornada do Campeonato Nacional. 66-99 foi o resultado final. Por Pedro Silva

O Futebol Clube do Porto (FC Porto) viajou até Guimarães, esta quarta-feira, para defrontar o Vitória Sport Clube (Vitória SC), num jogo em atraso referente à nona jornada da competição. Os “azuis e brancos”, em sexto lugar, partiam para o jogo com uma derrota na última jornada, frente ao CAB Madeira, enquanto os vimaranenses, no último lugar, visavam obter a segunda vitória na competição. 

Equilíbrio nos duelos

O FC Porto cedo percebeu que teria de fazer valer o seu favoritismo para levar de vencida a formação do Vitória SC. Os vimaranenses entraram melhor no encontro e, desde logo, assumiram a liderança do marcador. A equipa portista não acertava com as marcações e aos três minutos de jogo já perdia por quatro pontos. Moncho López, treinador da formação visitante, ao perceber o desnorteio durante o processo defensivo, recorreu a jogadores lançados a partir do banco, de forma a colocar intensidade na partida. 

O primeiro período ficou marcado pelo regresso Max Landis, jogador do FC Porto, após paragem de dois meses devido a lesão. Contudo, os destaques vão para André Bessa, com nove pontos, e Brandon Austin, com sete pontos da equipa do Vitória SC. A formação da casa demonstrou-se exímia na cobrança de lances livres, levando de vencida a equipa portista, por quatro pontos. Uma eficácia de 100% ajuda a justificar o resultado 25-21, no final do primeiro quarto. 

O segundo quarto continuou ao mesmo ritmo do primeiro. O equilíbrio que se fazia sentir na disputa dos duelos, levou as equipas a tentarem a sua sorte da linha de três pontos. Vladyslav Voytso, lançado por Moncho López, foi um dos principais destaques neste requisito. Aos cinco minutos a equipa “azul e branca” já vencia por um diferencial de seis pontos, o que obrigou Miguel Miranda, treinador da formação caseira, a pedir um desconto de tempo.

Apesar de ter recorrido à pausa técnica, o domínio visitante prevaleceu. Max Landis esteve em principal foco ao marcar 12 pontos, todos do lançamento da linha de três pontos. O FC Porto, de forma rápida, distanciou-se no marcador, com oito pontos de diferença, para a entrada dos minutos finais. Brandon Austin ainda conseguiu reduzir a desvantagem no marcador, ao atingir a marca dos 10 pontos na partida. 39-43 foi o resultado à entrada para o intervalo.

Segunda parte avassaladora 

Após o descanso, a equipa do FC Porto continuou igual a si própria. A vantagem até então de quatro pontos, foi dilatada para 20, o que demonstrava a confiança da equipa portista no lançamento exterior. Francisco Amarante somou 12 pontos da linha dos três pontos, neste terceiro quarto, que terminou com seis lançamentos concretizados, uma eficácia de 66.7%. 

A equipa do Vitória SC não conseguia competir com as rotações da equipa forasteira, o que levou a um maior desgaste físico. A lentidão de processos, tanto a nível ofensivo como defensivo, fez com que Miguel Miranda pedisse dois descontos de tempo seguidos, já no quarto período. 

A formação do FC Porto acabou por vencer o jogo por um diferencial de 33 pontos, o nono triunfo na competição. 66-99 foi o resultado final do encontro. 

Os jogadores Vladyslav Voytso, com 17 pontos e duas assistências, e Francisco Amarante, com 18 pontos e três assistências, ambos lançados a partir do banco, estiveram em grande destaque na formação portista. Já Brandon Austin, com 21 pontos, foi peça essencial na formação vimaranense. 

O FC Porto volta a entrar em campo frente ao Sporting Clube de Portugal, segundo classificado, em jogo a contar para a 13ª jornada do Campeonato Nacional, na terça-feira, às 19h00, no Dragão Arena. Já o Vitória SC, vai defrontar a equipa do Illiabum, sexto na tabela, em jogo a contar para a mesma jornada , no mesmo dia, às 21h00, no Pavilhão Municipal Capitão Adriano Nordeste. 

Artigo da autoria de Pedro Silva