Desporto

Andebol: FC Porto vence e coloca ponto final na invencibilidade do Sporting CP

Os “azuis e brancos” receberam e venceram, este sábado, os “leões” em encontro referente à 11.ª jornada do Campeonato Nacional. 31-30 foi o resultado. Por Eduardo Abreu

O Futebol Clube do Porto (FC Porto) recebeu e venceu, este sábado, o rival Sporting Clube de Portugal (Sporting CP), em jogo a contar para a 11.ª jornada do campeonato, que estava em atraso. Os “leões” chegavam ao Dragão Arena invictos e como líderes isolados. Já os “azuis e brancos” apresentavam-se com menos um jogo, mas também invictos. O jogo ficou também marcado pela cerimónia de apresentação da equipa dos “azuis e brancos”.

Reação tardia, mas com direito a remontada

O jogo começou com um ritmo alucinante e com ambas as equipas a apresentarem-se com uma enorme vontade de vencer e de agarrar a invencibilidade e o primeiro lugar da liga. 

O Sporting CP começou por querer impor o seu jogo e logo no primeiro minuto inaugurou o marcador. Os “dragões” ainda igualaram, pouco tempo depois, mas foi a turma de Alvalade quem teve maior a parte do tempo por cima e, de forma rápida,  dilatou a vantagem.

A grande consistência defensiva dos “leões” permitiu que estes marcassem a maior parte dos seus golos em contra-ataques rapidíssimos e lançados pelo espanhol, Carlos Ruesga, central leonino.

Com uma desvantagem de quatro golos à passagem do minuto 13, Magnus Andersson, técnico dos portistas, apostou na mesma tática que lançou no último jogo diante do Vive Kielce. Chamou os seus jogadores, ajustou a estratégia e lançou o sistema de superioridade 7×6.

Desde a mudança tática, os “dragões” responderam positivamente ao cenário de domínio leonino. Pedro Cruz esteve imparável, ajudou a equipa a recuperar a desvantagem, o que levou os “dragões” a dar a cambalhota no marcador. 15-14 era o resultado ao intervalo.

A fórmula para a vitória

Na segunda metade, o Sporting CP voltou a ser o primeiro a marcar, mas a equipa da casa manteve a fórmula em que apostou na primeira parte do encontro e voltou a seguir em frente no marcador. Em grande destaque voltou a estar Pedro que carregou a Cruz dos “dragões” e conduziu os portistas à superioridade.

Ainda assim, a formação “verde e branca” não arredou pé e foi atrás de um resultado mais positivo. O rumo do jogo manteve os “leões” sempre a um golo de desvantagem e a muralha portista pouco permitia aos forasteiros de dilatar o seu número de golos. Em alta esteve o guardião Sebastian Frandsen que fechou as portas da baliza “azul e branca”.

À passagem do minuto 13 da segunda parte, Natán Suárez, central da turma de Alvalade, estabeleceu o empate na partida (26-26), mas o FC Porto apanhou os lisboetas em contragolpe e lançou a sua maior vantagem no encontro, com uma diferença de três golos. Até ao apito final, a formação orientada por Ricardo Costa ainda reduziu, mas foi insuficiente para travar os “dragões” que selaram a vitória em 31-30.

No final do encontro, o treinador do FC Porto, Magnus Anderssen, afirmou que é necessário jogar bem para vencer todos os jogos, mas mostrou-se pouco satisfeito com a exibição da sua equipa.

“Todos os jogos são importantes, sabemos que temos de jogar muito bem para ganhar, mas hoje não estou muito feliz com a forma como ganhamos”, referiu.O técnico destacou ainda o cansaço da equipa, após “um jogo bastante duro contra uma boa equipa”, referiu.

Pedro Cruz, homem do jogo e melhor marcador no encontro, com 16 golos, referiu que a equipa está focada em vencer e quer ser campeã. “Nós queremos ser campeões e para se renovar o título, é preciso vencer todos os jogos”, salientou o lateral “azul e branco”.

Os “dragões” voltam a entrar em campo, este domingo, dia 19, para defrontarem, fora de portas, o Clube Desportivo Escolar Camões para a Taça de Portugal. No dia 22 do presente mês , FC Porto e Sporting CP voltam a jogar para o campeonato e defrontam o Académico Marítimo Madeira Andebol SAD e o Póvoa Andebol Clube, respetivamente.

Artigo da autoria de Eduardo Abreu