Desporto

Basquetebol: FC Porto conquista primeiro triunfo na FIBA Europe Cup contra o CSM Oradea

Os “dragões” receberam e venceram, esta quarta-feira, a formação romena em jogo a contar para a fase de grupos da FIBA Europe Cup. 75-63 foi o resultado final. Por Tiago Sousa

Depois da derrota na primeira jornada da competição, a equipa do Futebol Clube do Porto (FC Porto), que se estreou a jogar em casa nas competições europeias, recebeu, no Dragão Arena, os romenos do Club Sportiv Municipal Oradea (CSM Oradea), terceiros classificados na edição transata da FIBA Europe Cup, num jogo em que ambos os emblemas procuravam somar a primeira vitória na competição.

Arranque em falso dos portistas

A partida começou de feição aos “azuis e brancos” que, plenos de confiança e decisões eficazes no bloco ofensivo, se colocaram em vantagem por 8-0 com apenas dois minutos de jogo jogados. O fulgor inicial desvaneceu, os romenos reorganizaram-se na defesa, aumentaram a eficácia no lançamento e voltaram, de forma rápida, a equilibrar a pontuação no marcador. 

Apesar de terem demorado quatro minutos para concretizar os primeiros dois pontos no jogo, a formação do CSM Oradea marcou 18 pontos no primeiro período e terminou o quarto em vantagem. 15-18 era o resultado no marcador.

O segundo período arrancou à semelhança do final do primeiro. A equipa romena superiorizou-se fisicamente, impôs dificuldades em controlar o jogo interior ao FC Porto e deu espaço para Garlon Green brilhar. O extremo norte-americano do CSM Oradea, com 15 segundos jogados no segundo quarto, estreou o marcador com um afundanço de belo efeito. Poucos segundos depois, o basquetebolista somou mais dois pontos na passada explorando, mais uma vez, as debilidades dos “dragões” na defesa do jogo interior.

Descontente, Moncho López, técnico “azul e branco”, pediu um desconto de tempo decorridos apenas 55 segundos desde o início do segundo quarto. O treinador tentou fazer com que os “dragões” voltassem a dominar o jogo, mas a equipa romena, embalada pela boa forma de Garlon Green, não baixou a guarda. Os romenos atacavam e chegaram a uma vantagem de dez pontos (36-26) – a mais larga dos romenos na partida – e Garlon Green chegou aos 19. 

Nos últimos minutos do período, o FC Porto ainda conseguiu, por meio de dois contra-ataques eficazes, reduzir a desvantagem e diminuir para cinco pontos a vantagem dos visitantes. 33-38 era o resultado ao intervalo.

Final triunfante no Dragão Arena 

Na segunda parte, o jogo foi outro. Os portistas vieram do balneário decididos em reclamar a vitória e assim foi. Este terceiro período arrancou, à semelhança do anterior, com um grande afundanço, mas, desta vez, a beneficiar a equipa da casa. Com 33 segundos jogados, o extremo norte-americano Rashard Odomes inaugurou o marcador e encaminhou os portistas para a reconquista da vantagem no encontro.O norte-americano, só no terceiro período, marcou 13 pontos.

O FC Porto colocou-se em vantagem no marcador com cerca de quatro minutos para jogar e conquistou, nestes dez minutos, a maior vantagem parcial de toda a partida. 22-6 foi o resultado parcial do terceiro período e, no marcador, registou-se uma vantagem de 55-44 favorável aos “dragões”.

No último período, a história do jogo diferiu pouco do quarto anterior. A equipa da cidade de Oradea ainda tentou voltar à luta pelo resultado, concretizou 19 pontos nos últimos dez minutos, mas os portistas não desarmaram, defenderam a vantagem e garantiram a primeira vitória na competição. 75-63 foi o resultado que fica para a história como o primeiro triunfo do FC Porto na FIBA Europe Cup.

Nos registos individuais, o destaque, no lado romeno, foi para Garlon Green, que saiu do Dragão Arena com 30 pontos e cinco ressaltos. Do lado do FC Porto, destacou-se Rashard Odomes, o mais valioso da partida (MVP), que contribuiu para a vitória “azul e branca” com 22 pontos, seis ressaltos e uma assistência.

No final do jogo, Moncho López desvalorizou o registo defensivo do terceiro período para destacar o jogo da sua equipa na globalidade frente a uma equipa que considera “superior em soluções, em talento e em experiência”. Valorizou a atitude da equipa “em não ir abaixo depois de uma primeira parte difícil ” e a entrega na retoma da segunda metade do encontro.

O treinador mostrou-se ainda orgulhoso do resultado conquistado. Sobre o regresso dos adeptos, o técnico espanhol deixou algumas palavras sobre a importância da presença das pessoas na bancada para o resultado final. 

O FC Porto regressa aos jogos já esta sexta-feira, dia 22, frente à Associação Académica de Coimbra, em jogo a contar para o Campeonato Nacional. Aos palcos europeus, os “dragões” jogam dia 27, na Polónia, frente ao Legia Warszawa.

Artigo da autoria de Tiago Sousa