Desporto

Hóquei: FC Porto goleia SC Marinhense e segue na liderança do campeonato

Os “azuis e brancos” receberam e venceram, este sábado, a formação da Marinha Grande em jogo a contar para a terceira jornada do Campeonato Nacional. 15-3 foi o resultado final. Por Martim Mota

O Futebol Clube do Porto (FC Porto) recebeu, este sábado, o Sporting Clube Marinhense (SC Marinhense), recém promovido à primeira divisão, no Dragão Arena, em jogo a contar para a terceira jornada do principal escalão do Hóquei português. Os portistas partiram para o encontro após vitória sobre o Hóquei Clube de Turquel, enquanto os visitantes somaram uma derrota, frente ao Sporting Clube de Tomar, no último encontro.

Festival de golos na primeira parte 

A partida começou de forma surpreendente. A equipa do SC Marinhense entrou da melhor maneira e inaugurou o marcador, no primeiro minuto e meio, através de Luís Silva numa jogada algo confusa. A formação da Marinha Grande, durante os primeiros minutos, mostrou raça, vontade de jogar e lutar por todas as bolas, mesmo com uma estratégia baseada num jogo mais defensivo e de contra-ataque. 

O FC Porto não demorou a reagir e Gonçalo Alves fez o primeiro golo para a equipa dos “dragões” através de um livre direto, onde o primeiro remate acertou no poste, mas, na recarga, a bola acabou dentro da baliza. Poucos minutos depois, o mesmo jogador foi derrubado em frente à baliza da equipa visitante e, na sequência dessa falta, Gonçalo Alves bisou, fez o segundo golo para os “azuis e brancos” e consequente cambalhota no marcador.

O terceiro golo do FC Porto chegou através de Reinaldo Garcia num remate forte e colocado. O quarto e quinto seguiram-se pouco tempo depois e foram assinados por Xavi Barroso e Carlos Ramos, respetivamente. Gonçalo Alves, capitão portista, estava com a pontaria afinada e conseguiu o poker ainda antes do intervalo, fruto de dois penáltis.

Gonçalo Rodrigues, capitão do SC Marinhense, fez o segundo golo para equipa visitante e Xavi Barroso fechou o resultado ao intervalo com o oitavo golo para a formação portista. 8-2 era o resultado à ida para os balneários. 

Diferença muito acentuada entre as duas equipas

 A segunda parte começou com três golos em menos de quatro  minutos: dois para o FC Porto e um para o SC Marinhense. Apesar do elevado número de golos, a partida ganhou um ritmo bem mais lento, em comparação com a primeira parte, e a equipa visitante pareceu desistir de qualquer tipo de luta no que toca a marcar golos. 

Os “azuis e brancos” tiveram espaço e tempo para poderem criar jogadas de grande entendimento entre os jogadores, como foi o caso do décimo primeiro golo dos “dragões” marcado por Ezequiel Mena com assistência de Carlo di Benedetto. Reinaldo Garcia também assinou o seu nome na lista de marcadores com um remate do “meio da rua” onde teve tempo para receber, dominar, olhar e escolher o local para colocar a bola.

Antes do final da partida, Gonçalo Alves marcou o quinto golo da conta pessoal numa jogada individual de grande nível e Rafa fez o hat-trick  e o golo que fechou o marcador. 15-3 foi o resultado final.

No final do jogo, Nuno Domingues, técnico do SC Marinhense, admitiu que a qualidade do FC Porto é muito superior à da formação da Marinha Grande e que o resultado indica a diferença existente entre as duas equipas. Ricardo Ares, treinador do FC Porto, felicitou a equipa pelos três pontos conquistados e garantiu que o objetivo foi alcançado. 

Com este resultado os “dragões” seguem na liderança da tabela classificativa, já a equipa da Marinha Grande ocupa o último lugar. Na jornada que se segue, o FC Porto visita, na terça-feira, o Clube Desportivo de Paço de Arcos, enquanto o SC Marinhense recebe, no mesmo dia, a formação do Óquei Clube de Barcelos.  

Artigo da autoria de Martim Mota