Desporto

Andebol: FC Porto vira o jogo no último segundo e vence SG Flensburg-Handewitt

Os “dragões” defrontaram, esta quinta-feira, os alemães do SG Flensburg-Handewitt, no Dragão Arena, em jogo alusivo à segunda jornada do Grupo B da Liga dos Campeões EHF. 28-27 foi o resultado final. Por Carolina Cardoso

Depois da derrota na ronda inaugural do Grupo B da Liga dos Campeões EHF frente ao HC Motor, na Ucrânia, o Futebol Clube do Porto (FC Porto) regressou, esta quinta-feira, ao Dragão Arena, para disputar o segundo jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões EHF frente ao SG Flensburg-Handewitt.

Os “dragões” esperavam que a vitória no primeiro jogo do Campeonato Nacional frente ao Sporting Clube da Horta, a culminar com o apoio da Nação Portista no pavilhão, fosse o embalo necessário para conseguir somar os primeiros pontos na prova “rainha”. 

Sebastian Frandsen contribuiu para vantagem portista ao intervalo

O primeiro tempo da partida foi caracterizado pelo grande equilíbrio entre as duas equipas, mas foram os “azuis e brancos ” os primeiros a abrir o marcador à passagem do primeiro minuto por Diogo Silva. Sebastian Frandsen, guarda-redes portista, esteve muito seguro entre os postes e ajudou o FC Porto no desenho defensivo, o que proporcionou muitas dificuldades ofensivas aos visitantes. 

O primeiro golo alemão só surgiu ao minuto sete e, apesar dos portistas terem alcançado uma vantagem de três golos, ao minuto nove apenas um golo separava as duas formações. Os minutos iniciais mostraram-se muito intensos, disputados, físicos e com um grande ambiente nas bancadas. 

À passagem do minuto 15 a partida estava empatada a seis golos, mas a capacidade de recuperação defensiva do FC Porto, com a equipa a ser rápida e compacta, levou os “dragões” a atingirem, de novo, os três golos de vantagem ao minuto 22 (10-7). Os portistas impediram que o jogo chegasse ao ponto mais forte da equipa visitante, as pontas, e conseguiram um resultado de 13-12  ao intervalo. 

Ambiente de Champions no Dragão Arena

A equipa alemã empatou a partida a 13 golos no primeiro tiro certeiro da segunda parte e antecipou o que veio a ser um segundo tempo de grandes emoções. O destaque da segunda metade recaiu sobre os dois guarda-redes de ambos lados. Apesar da grande exibição dos guardiões, Benjamin Buric, guarda-redes dos alemães, podia ter sido a grande figura do segundo tempo, se Nikola Mitrevski não tivesse sido um dos grandes impulsionadores da reviravolta portista. 

O FC Porto apostou na riqueza e variedade de soluções da equipa para surpreender o adversário e, apesar dos alemães não terem tantas alternativas no banco, Hampus Wanne, jogador dos visitantes, causou uma grande dor de cabeça aos “dragões” e ajudou o SG Flensburg-Handewitt a ficar pela primeira vez na frente do marcador ao minuto dez (17-18).

O FC Porto não se encontrou nos primeiros 20 minutos da segunda parte e chegou a estar sem marcar durante cinco minutos o que levou a que, a oito minutos do final da partida, os “dragões” se encontrassem numa posição complicada com uma desvantagem de três golos (22-25). O ritmo e intensidade do encontro ditou que quem não marca sofre e quando o FC Porto não era eficaz, os alemães aproveitavam para aumentar a vantagem. 

Acompanhados pela boa exibição de Mitrevski, os “dragões” empataram o jogo a um minuto do fim (27-27) e, num jogo emocionante até ao término da partida, Pedro Cruz conquistou um livre de sete metros a um segundo do fim do jogo. Chamado a bater, António Areia não desperdiçou a oportunidade, bateu o guarda-redes da equipa alemã e o FC Porto venceu o jogo por 28-27. 

A nível individual, Daymaro Salina com seis golos e Pedro Cruz com quatro foram os melhores marcadores dos dragões, enquanto Hampus Wanne com oito e Johannes Golla com cinco foram os goleadores dos alemães.

No final do encontro, Magnus Andersson, técnico dos “dragões”, destacou o regresso dos adeptos ao Dragão Arena e mostrou-se “orgulhoso da equipa” e da forma como ganharam o encontro. O treinador portista realçou que a equipa “vai lutar pela vitória em todos os jogos”, mas salientou que no próximo jogo vão ser dados mais minutos aos jogadores que não jogaram tanto. 

No domingo, pelas 15:00h, os Campeões Nacionais defrontam, no Dragão Arena, o Póvoa Andebol Clube, em jogo a contar para a segunda jornada do campeonato. O FC Porto volta a entrar em campo, para a Liga dos Campeões EHF, dia 30 de setembro, frente ao CS Dinamo Bucuresti

Artigo da autoria de Carolina Cardoso