Desporto

Andebol: FC Porto imponente na primeira jornada da época

Os “dragões” receberam e venceram, este domingo, os açorianos do SC Horta, em jogo a contar para o campeonato. O jogo terminou com um claro 38-24. Por Eduardo Abreu

Na ressaca da derrota diante dos ucranianos do Motor Zaporozhye, para a Liga dos Campeões EHF, o Futebol Clube do Porto (FC Porto) regressou, este domingo, ao Dragão Arena, para defrontar a formação açoriana do Sporting Clube da Horta (SC Horta), num jogo a contar para a primeira jornada do campeonato. 

Dragão firme ao intervalo

A primeira parte até começou bem dividida com as duas formações em transições ofensivas bastante rápidas. Os açorianos bateram-se com os “azuis e brancos”, surpreenderam e chegaram mesmo a estar em vantagem, mas o FC Porto mostrou o porquê de ser o Campeão Nacional e, de forma rápida, reverteu o resultado sem dar descanso à defesa do SC Horta.

Em grande destaque esteve o ponta dos “dragões” Leonel Fernandes, que foi muito eficaz nos diversos remates que fez, e o lateral, ex-Sporting Clube de Portugal, Pedro Valdés que, através de um grande corte, evitou um golo do SC Horta quando a formação portista estava reduzida a seis elementos e sem guarda-redes.

A formação dos açores revelava cansaço e fragilidade ao nível defensivo, tendo acabado a primeira metade do encontro com uma desvantagem de 12 golos (22-10). Além disso, os açorianos foram infelizes no processo ofensivo, tendo enviado sete bolas aos postes da baliza de Nikola Mitrevski.

Eficácia portista para selar a vitória

A segunda metade do encontro teve um começo à imagem do primeiro tempo, mas com o SC Horta a apresentar uma escalada qualitativa no processo ofensivo. A formação da Ilha do Faial até marcou primeiro, com Dinis Aparício a converter um livre de sete metros, e tudo parecia estar bem para os planos ofensivos e defensivos darem frutos. Contudo, um imponente FC Porto voltou a surgir e superiorizou-se ao SC Horta.

Os açorianos ainda conseguiram reduzir a desvantagem de 12 para nove golos, estabelecendo placar em 31-22, à passagem do minuto 20. A partir daí, só deu FC Porto e foi através da enorme eficácia de Miguel Alves e do pivô Daymaro Salina que os “dragões” selaram a vitória em 38-24. 

A clara vitória da formação portista revelou boa consistência e bom entrosamento entre os seus jogadores. Em grande destaque estiveram, na equipa da casa, Leonel Fernandes, Miguel Alves e o guardião Nikola Mitrevski. Já do lado visitante, o destaque vai para o lateral Bruno Landim e para o pivô Eduardo Mendonça. 

O final do encontro ficou marcado pela enorme ovação dos adeptos portistas ao eterno número 1, Alfredo Quintana

Tiago Cunha, treinador do SC Horta, assumiu que “jogar com o FC Porto é sempre difícil”, caracterizando o jogo de igual modo complicado, visto que este é também o primeiro jogo da época da formação açoriana. O técnico referiu ainda que os jogadores “ não tiveram qualquer jogo de preparação para o campeonato”. “Esta será uma época difícil e com algumas surpresas”, finalizou.

Já Carlos Martingo, técnico que orientou o FC Porto na ausência de Magnus Andersson, afirmou que a equipa portista teve “bons momentos, quer no ataque, quer na defesa”. Apesar da redução do ritmo da equipa, o treinador dos “dragões” caracterizou este jogo como “bem conseguido” e revelou que “era necessário deixar uma boa imagem no primeiro jogo com adeptos”.

O FC Porto entra com o pé direito no Campeonato Nacional, com uma grande exibição e com clara vontade de revalidar o título de campeão. Os “dragões” preparam-se agora para receber os alemães do Flensburg-Handewitt, na quinta-feira, em jogo a contar para a Liga dos Campeões EHF. Já o SC Horta vai receber os “sadinos” do Vitória Futebol Clube, também na quinta-feira.

Artigo da autoria de Eduardo Abreu