Desporto

U.Porto conquista o tricampeonato nacional de Remo

No dia 9 de maio, a Universidade do Porto arrecadou, no Campeonato Nacional Universitário de Remo, decorrido em Montemor-o-Velho, o título coletivo e seis medalhas. Por Matilde Maria Marques

Foi a 9 de maio que a Universidade do Porto (U.Porto) conquistou, pelo terceiro ano consecutivo, o ouro no troféu coletivo do Campeonato Nacional Universitário (CNU) de Remo. 

Apesar das difíceis condições atmosféricas que se fizeram sentir no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho, o séquito portuense, composto por 15 estudantes-atletas, arrecadou ainda duas medalhas de ouro, três de prata e uma de bronze.

A equipa, encabeçada pelo treinador Ricardo Cardoso, venceu as medalhas de ouro e de prata na categoria Double Scull feminino, com as duplas constituídas por Carolina Bacalhau e Rita Faria, no primeiro lugar, e Inês Silva e Maria Leão, no terceiro.

Já na prova de Double Scull masculino, a parelha composta por Vasco Bessa e Paulo Fidalgo sagrou-se Campeã Nacional Universitária após conquista do ouro. Em Quadri Scull, André Quesado e André Pinto venceram a medalha de prata. 

Na categoria de Skiff masculino, André Pinto conquistou, mais uma vez, o segundo lugar do pódio. Na vertente feminina, foi Inês Silva a vencedora da medalha de bronze.

Com o primeiro lugar preenchido, a  Associação Académica de Coimbra (AAC) conquistou o segundo lugar do troféu coletivo e a Universidade Nova de Lisboa ficou-se pelo bronze. Este evento contou com a participação de cerca de seis dezenas de estudantes-atletas, distribuídos por 15 clubes FADU.

Em declarações ao Jornal Universitário do Porto (JUP), Bruno Almeida, diretor do Centro de Desporto da Universidade do Porto (CDUP-UP), mostrou-se bastante satisfeito com a prestação da Universidade portuense, uma vez que “esta foi das primeiras provas realizadas em Portugal no Remo no período pós-pandémico”.

Apesar de todas as condicionantes devido à COVID-19, o representante do CDUP-UP não deixou de agradecer aos clubes dos estudantes que disponibilizaram as suas embarcações para a realização das provas. Por fim, e à semelhança das outras modalidades, “foram privilegiados aqueles estudantes que têm treinado de uma forma regular nos seus clubes e que conseguiram ao longo deste tempo manter um nível de prática desportiva que lhes permitisse encarar uma competição com o nível deste CNU”.

André Pinto, estudante e atleta da U.Porto e também vencedor de duas  medalhas, classificou a prestação da sua universidade como boa e destacou que os bons resultados “ajudam a elevar o nome da U.Porto”. Apesar da boa prestação, o atleta não deixou de salientar que o seu objetivo é atingir o lugar mais alto do pódio. Por fim, o medalhado salientou que a preparação para as provas foi pouca. 

Destaque-se que, devido à pandemia de COVID-19, a competição não foi disputada em 2020, pelo que os títulos anteriores da U.Porto no CNU de Remo foram arrecadados nos anos de 2018 e 2019.

Artigo da autoria de Matilde Maria Marques