Desporto

Voleibol: Seleção Masculina ganha e garante lugar no Europeu

Portugal recebeu e derrotou, este sábado, em Matosinhos, a Noruega num encontro da qualificação para o Europeu. 3-0 foi o resultado. Por Pedro Marques dos Santos

Depois da vitória frente à Bielorrússia no dia anterior, naquele que se antevia ser o encontro mais difícil desta segunda jornada da qualificação para o Campeonato da Europa de Voleibol, a Seleção Nacional masculina enfrentou, este sábado, a Noruega com o objetivo de vencer e carimbar desde já, ainda antes do último jogo, o segundo apuramento consecutivo para a competição de seleções.

Supremacia portuguesa

Apesar de alguns erros iniciais no serviço nacional, Portugal fugiu cedo no marcador do primeiro set e conseguiu uma confortável vantagem de 9-3, alicerçada no serviço de Hugo Gaspar. Graças a um bloco bastante eficaz, a Noruega ainda recuperou para 12-8, contudo, os inúmeros ataques para fora travavam as intenções nórdicas.

O selecionador Hugo Silva aproveitou o avolumar do resultado para dar tempo de jogo às segundas opções da Seleção Nacional, como Marco Ferreira, Lourenço Martins e Gerson Pereira, sem nunca se notar uma perda de qualidade na exibição portuguesa. O primeiro parcial ficou fechado por esclarecedores 25-17.

Portugal voltou a entrar forte no segundo set, com a Noruega a ter dificuldades em receber o serviço de Tiago Violas. Gabriel Huus, técnico norueguês, pediu o desconto tempo para estancar a hemorragia e aos quatro pontos consecutivos de Portugal, os nórdicos responderam com quatro pontos consecutivos, numa altura em que os portugueses acumularam vários ataques falhados.

Sempre à procura Hugo Gaspar para o ataque, a Seleção Nacional conseguiu suster o momento de maior fulgor dos nórdicos, que mantiveram resultado equilibrado durante a primeira fase do set, e acabou por voltar a vencer de forma segura, com 25-18 no segundo parcial.

Europeu garantido no set mais equilibrado

O terceiro set começou com um pequeno susto para Tiago Violas, que teve de ser assistido após uma queda, algo que desconcentrou a turma das “quinas”, demasiado preocupada com a humidade do piso, e permitiu que a Noruega se mantivesse colada no marcador até aos 17-17. Nesse momento, entrou em ação o serviço de Alex Ferreira que permitiu a Portugal construir uma vantagem de três pontos.

Os nórdicos conseguiram recuperar e fazer o empate a 21 pontos, mas à boleia de um amortie de André Lopes, de um bloco triplo e de um ataque de Hugo Gaspar, o melhor marcador da partida, venceu o terceiro parcial por 25-22, selou a vitória por 3-0 e confirmou o apuramento de Portugal para o EuroVolley 2021, a ser disputado na Polónia, República Checa, Estónia e Finlândia, entre 1 e 19 de setembro.

Nas suas declarações após o encontro, Hugo Silva reconheceu alguma ansiedade da sua equipa, sem qualquer relação com o adversário em questão, mas sim com a possibilidade de fechar já o apuramento. Afirmou também que “não foi um jogo muito feliz” da Seleção Nacional, embora tenham sido feitos os “serviços necessários” para garantir a qualificação.

Portugal volta a jogar amanhã, frente à Hungria, em Matosinhos, num encontro que não vai ter quaisquer efeitos práticos nas contas do apuramento. Segue-se depois a participação na Golden League, onde o selecionador vai ser obrigado a fazer mudanças na convocatória, devido à ausência já conhecida de alguns dos nomes que participaram nestes últimos compromissos da seleção, entre os quais Hugo Gaspar.

Artigo da autoria de Pedro Marques dos Santos