Desporto

Andebol: Portugal vence a Lituânia e fecha qualificação no primeiro lugar

A Seleção Nacional enfrentou e venceu, este domingo, a seleção lituana, no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos, no último jogo a contar da qualificação para o EHF Euro 2022. 30-25 foi o resultado final. Por Tiago Sousa

Com a qualificação garantida, Portugal entrou, este domingo, em Matosinhos, à procura de uma vitória que lhe garantisse o primeiro lugar do grupo quatro e, consequentemente, vantagem no sorteio do Campeonato da Europa 2022. Por sua vez, a Lituânia procurava os três pontos para ficar numa posição favorável na tabela dos melhores terceiros classificados da qualificação.

Ainda antes do apito inicial, nota para a homenagem na t-shirt dos jogadores portugueses às suas mães, em celebração do Dia da Mãe, e à homenagem a Fábio Magalhães, Pedro Portela e Gilberto Duarte pelo número de internalizações na seleção principal.

Coesão defensiva definiu equilíbrio no marcador

Com as devidas homenagens feitas, o encontro arrancou com o primeiro golo a sair das mãos André Gomes aos dois minutos e 11 segundos de jogo. A seleção portuguesa começou em vantagem, mas não teve, durante toda a primeira parte, um momento de segurança na frente do marcador.

Pela coesão defensiva de ambas as formações, tornou-se difícil não só fazer a bola entrar na baliza adversária como conseguir uma larga vantagem no marcador. Ainda assim, o jogo foi de muita emoção com duas equipas a imprimir uma alta intensidade em cada jogada. 

Nesta primeira parte, quer Portugal – aos 03:18 com 2-0 -, quer a Lituânia – aos 19:50 com 6-8 -, não conseguiram uma vantagem superior a dois pontos, com as equipas em constante resposta às ações adversárias. 

A primeira meia-hora de jogo ficou marcada, também, pela exibição do guarda-redes de 43 anos, Humberto Gomes, que evitou “males maiores” para as cores nacionais, através de várias defesas de alto nível. Ao intervalo, o marcador apontava uma vantagem mínima para os visitantes, 11-12 era o resultado.

A confirmação do favoritismo “luso”

A segunda parte trouxe mais golos e uma seleção portuguesa mais determinada em garantir o primeiro lugar do grupo. Ainda que a Lituânia tenha começado melhor com dois golos em dois minutos, a turma de Paulo Jorge Pereira, selecionador nacional, rapidamente reagiu e reequilibrou as contas no marcador. 

Numa segunda parte em que, mais uma vez, os guarda-redes – Edmundas Peleda do lado lituano e, desta vez, Gustavo Capdeville da equipa “lusa” –  defendiam as ofensivas adversárias e seguravam o equilíbrio no resultado, a Seleção Nacional voltou à liderança na partida aos 13 minutos da segunda parte pela mão de António Areia, autor do 18-17. 

Portugal não voltaria a estar em desvantagem no marcador e arrancou para para selar a vitória. A equipa lituana mostrava menos argumentos e maior quebra física pela falta de rotação dos seus atletas, enquanto os portugueses afirmaram-se e chegaram, a nove minutos do fim, à vantagem de cinco golos – a máxima de todo jogo e a mesma com que a partida terminaria. 

A tendência da primeira parte inverteu-se, os “heróis do mar” exibiram-se a alto nível nos minutos finais e carimbaram o primeiro lugar do grupo quatro. 30-25 foi o resultado final. Individualmente, na seleção portuguesa o destaque foi António Areia, o melhor marcador da partida com sete golos. Nos lituanos, brilhou Tadas Stankevicius com seis, o melhor registo da sua equipa.

No final do jogo, Paulo Jorge Pereira referiu que na primeira parte “não foi possível manter o foco” e que na segunda metade  a equipa “jogou com mais continuidade e conseguiu destruir a defesa da Lituânia”. Lamentou alguns erros individuais da equipa, mas relembrou a questão pandémica e o contexto anímico da seleção. 

“Estes jogadores têm muitos jogos nas pernas, estas questões da pandemia fazem com que seja muito difícil chegar aqui e manter o foco quando parece que já não é necessário e já estamos qualificados, há muito cansaço acumulado, mas ainda assim conseguimos recuperar na segunda parte,” concluiu. 

Para a “seleção das quinas” seguem-se, em julho, os Jogos Olímpicos em Tóquio. Na quarta-feira, decorre o sorteio da fase de grupos do EHF Euro 2022 que vai dar  a conhecer os adversários de Portugal na fase final da competição. 

Artigo da autoria de Tiago Sousa