Desporto

Hóquei: FC Porto vence UD Oliveirense na última jornada da fase regular

Os “azuis e brancos” visitaram, este sábado, a formação de Oliveira de Azeméis em jogo da 26ª jornada do campeonato. 2-5 foi o resultado. Por Carolina Cardoso

Ambas as equipas vinham de um momento de confiança com a qualificação para a “final four” da Liga Europeia. Agora a competir para o campeonato nacional, o Futebol Clube do Porto (FC Porto) deslocou-se, este sábado, até ao Pavilhão Dr. Salvador Machado, casa da União Desportiva Oliveirense (UD Oliveirense), para defrontar a equipa de Oliveira de Azeméis. À partida para o encontro da 26ª jornada, os “dragões” encontravam-se na primeira posição já com o primeiro lugar da fase regular assegurado. A equipa da casa estava na quinta posição da tabela classificativa e procurava somar os três pontos numa tentativa de ultrapassar o SL Benfica na classificação. 

Marcador folgado ao intervalo

O FC Porto entrou no jogo ciente que o resultado frente à UD Oliveirense não alteraria em nada a sua posição final na tabela classificativa. Na baliza, Tiago Rodrigues, normalmente suplente da “equipa azul e branca”, começou o jogo no cinco inicial. O encontro arrancou de forma favorável aos visitantes e, logo aos quatro minutos, após uma transição rápida e um remate de primeira, Rafa inaugurou o marcador a favor dos “dragões”. 

A pressão alta do FC Porto e as dificuldades da UD Oliveirense eram notórias e espelharam-se na falta de criação de soluções. Aos dez minutos, através de um remate “do meio da rua”, Poka aumentou a vantagem dos “azuis e brancos”. Em resposta ao golo, a equipa de Paulo Pereira, treinador oliveirense, obrigou Tiago Rodrigues a fazer duas intervenções para segurar o resultado. 

Apesar do FC Porto manter a pressão longe da sua baliza, a UD Oliveirense começou a crescer no jogo. No entanto, foram os visitantes a dilatar a vantagem. Depois de um mau passe de Pedro Moreira, Giulio Cocco aproveitou o infortúnio do adversário e bateu Xavier Puigbí. Ainda antes da ida para os balneários, Ezequiel Mena teve tempo para concluir uma jogada entre Gonçalo Alves e Rafa. O jogador portista só teve que encostar para juntar o seu nome à lista dos marcadores. 0-4 era o resultado ao intervalo. 

Balança mais equilibrada no segundo tempo

Os pupilos de Paulo Pereira entraram na segunda parte com uma postura diferente, onde se mostraram mais perigosos nas ações ofensivas. Regressado das cabines, Gonçalo Alves desperdiçou o livre direto resultante da décima falta da UD Oliveirense e um penálti. Face à ineficácia dos “dragões”, a equipa da casa respondeu e reduziu para 1-4 após uma transição rápida em que Franco Ferruccio assistiu Marc Torra ao segundo poste. 

Pouco depois, a equipa da casa beneficiou de uma grande penalidade e, na cobrança, Lucas Martinez concretizou no ângulo superior esquerdo da baliza de Tiago Rodrigues. Estava feito o 2-4 no resultado. O embalo deu força aos oliveirenses mas Reinaldo Garcia, capitão dos “azuis e brancos”, selou o resultado a dois minutos do fim com um remate para o lado esquerdo do guarda-redes contrário. Nos 20 segundos finais, o FC Porto cometeu a décima falta, mas na cobrança Luca Martinez perdeu o confronto frente a Tiago Rodrigues. O resultado permaneceu 2-5 até ao apito final. 

No final do encontro, Guillem Cabestany, técnico do FC Porto, destacou a primeira parte positiva da sua equipa mas realçou que, na segunda parte, “a Oliveirense começou a jogar muito melhor”. “Superaram-nos em muitos momentos”, referiu. O treinador dos “azuis e brancos” teceu elogios ao guarda-redes portista Tiago Rodrigues e afirmou estar contente por “ganhar no campo de um dos candidatos”. 

Os dragões voltam a entrar em campo, no domingo, dia 25, para competir nos quartos de final do play-off de apuramento do campeão frente à Juventude de Viana. Para o mesmo play-off e no mesmo dia, a UD Oliveirense vai defrontar o SL Benfica.

Artigo da autoria de Carolina Cardoso