Desporto

Futsal: Portugal vence a Noruega e carimba presença no EURO 2022

A seleção portuguesa venceu a Noruega, esta segunda-feira, no Pavilhão Municipal da Torre da Marinha, no Seixal, em jogo a contar para a qualificação do Euro 2022. 1-7 foi o resultado final. Por Martim Mota

Depois da vitória frente à República Checa no início de março, a Seleção Nacional procurava vencer a Noruega para garantir o apuramento para a fase final do Euro 2022 e lutar pela revalidação do título. Já a seleção norueguesa queria somar os primeiros pontos na qualificação. O encontro realizou-se, esta segunda-feira, no Pavilhão Municipal da Torre da Marinha, no Seixal. 

Sentido único

A expectativa de um jogo dominado pelos portugueses confirmou-se desde o início. A Noruega optou, desde cedo, por uma defesa à zona com as linhas muito baixas e Portugal aproveitou para criar oportunidades, mas com dificuldades na finalização. Rakvaag, guardião norueguês, proporcionou duas mãos cheias de defesas de alto nível e foi o jogador com maior destaque da seleção nórdica. 

O jogo era de sentido único, a circulação de bola era de qualidade, mas faltava o golo. Para contrariar o nulo no marcador, Jorge Braz, técnico português, pôs em jogo Zicky Té. O pivô de 19 anos tornou-se o elemento mais atacante, que revelou mobilidade no jogo pelas alas. 

O primeiro golo surgiu através de André Galvão. O pivô português voltou a marcar pela seleção após oito anos. De forma inesperada, a seleção noruguesa chegou ao golo e estabeleceu a igualdade no marcador. Na sequência de um canto, a seleção norueguesa fez o seu primeiro golo num lance muito confuso onde Eduardo Sousa, guarda-redes português, acabou por introduzir a bola na própria baliza. 

A partir daqui os golos da Seleção Nacional começaram a aparecer. O segundo foi fruto de uma jogada individual do jovem Afonso Jesus. O jogador do SL Benfica tirou um adversário da frente com uma simulação antes de rematar para dentro da baliza. Bruno Coelho fez o terceiro e Tiago Brito bisou antes do final da primeira parte. 1-5 era o resultado ao intervalo.

Controlo do jogo com tranquilidade

A segunda parte iniciou com uma mudança na baliza portuguesa. Bebé, experiente guarda-redes de 37 anos, voltou a jogar por Portugal depois de não ter sido convocado para os encontros com a República Checa. André Coelho escreveu o seu nome na lista de marcadores depois de um remate de primeira potente perto da linha do meio campo. 

O ritmo foi bem mais baixo na segunda metade do encontro, mas ainda houve tempo para Afonso Jesus bisar e fazer o sétimo golo da seleção portuguesa. A Noruega limitou-se a defender na tentativa de não sofrer mais golos e assim foi. Até ao final do jogo, o marcador não sofreu mais alterações. 1-7 foi o resultado final. 

No final do encontro, João Matos salientou que o objetivo foi alcançado e que a Seleção Nacional parte para o próximo Euro com um peso às costas por serem os campeões em título. Jorge Braz, técnico português, sublinhou que Portugal enfrentou este jogo com seriedade e compromisso até ao final. Aproveitou ainda para felicitar a equipa pelo apuramento conseguido.

Com esta vitória, a seleção portuguesa alcança o apuramento para o Euro 2022 e assegura o primeiro lugar do grupo oito do apuramento. A “formação das quinas” volta a jogar na quarta-feira, de novo contra a Noruega, em jogo a contar para  a última jornada do apuramento para o Europeu de Futsal 2022.

Artigo da autoria de Martim Mota.