Desporto

Basquetebol: Sporting CP vence FC Porto e marca presença na final da Taça de Portugal

Os “leões” enfrentaram e venceram, este sábado, a equipa do FC Porto em jogo da meia-final da final four da Taça de Portugal. 85-77 foi o resultado final. Por Tiago Sousa

Os dois primeiros classificados do campeonato e finalistas da última edição da Taça de Portugal defrontaram-se, este sábado, em jogo a contar para a meia-final da final four da competição que está a decorrer durante este fim-de-semana no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos. O Sporting Clube de Portugal (Sporting CP), vencedor do troféu na última época, chegou a Matosinhos num bom momento de forma, seis vitórias nos últimos seis jogos. O Futebol Clube do Porto (FC Porto) partia com um registo favorável no confronto direto contra a equipa de Alvalade. Duas vitórias nos dois jogos contra os “leões” em 2021 era o registo dos portistas.

Muita capacidade física em primeira parte pautada pelo equilíbrio

Embora tenham sido os “dragões” a abrir o marcador, foi o Sporting CP a equipa a entrar melhor na partida. Os “verdes e brancos” fizeram dez pontos sem resposta e obrigaram Moncho López, técnico do FC Porto, a pedir o primeiro time-out da partida para reorganizar a equipa, principalmente, no momento ofensivo. Este desconto de tempo não tardou em fazer efeito e, nos cinco minutos que restavam do período, os portistas deram a volta ao resultado e terminaram o quarto com vantagem de um ponto. 18-19 era o resultado que o marcador mostrava no final dos primeiros dez minutos.

O segundo período, apesar de similar ao primeiro, trouxe consigo algumas diferenças no jogo do Sporting CP. Os “leoninos” afinaram a mira e beneficiaram de um FC Porto ineficaz defensiva e ofensivamente. A equipa de Lisboa deu a volta ao resultado do primeiro período e terminou a primeira parte da partida com quatro pontos de vantagem. 40-36 era o resultado.

Travante Williams decisivo na  entrada forte dos “leões”

Na segunda parte do encontro, o equilíbrio que havia guiado os primeiros 20 minutos desvaneceu. A equipa de Luís Magalhães, técnico do Sporting CP, veio dos balneários decidida a dilatar a vantagem e assim foi. Liderados por Travante Williams, extremo norte-americano que terminou a partida com um duplo-duplo de 22 pontos e 12 ressaltos, os sportinguistas cavalgaram no marcador e chegaram a estar com 15 pontos de vantagem (56-41). A este bom momento dos “leões” somou-se a prematura chegada da quinta falta dos “dragões”, com apenas três minutos jogados. As dificuldades dos “dragões” eram notórias que, no momento da ação faltosa, somavam zero pontos no período. O FC Porto até melhorou na construção ofensiva e nas dinâmicas defensivas, mas os “leões” não recuaram e terminaram o terceiro período com nove pontos de vantagem no marcador. 

Nos derradeiros dez minutos do jogo, os “dragões” deram continuidade às mostras de melhorias do período anterior, mas não foi o suficiente para dar a “cambalhota” no resultado. Neste que foi o período com mais pontos dos “azuis e brancos”, o Sporting CP não cedeu e, aproveitou as aberturas defensivas dos portistas para pontuarem através dos contra-ataques e selarem assim a vitória e o acesso à final da Taça de Portugal de Basquetebol . 85-77 foi o resultado final.

Individualmente, destacaram-se na formação leonina, além do já referido Travante Williams, o base internacional português Diogo Ventura, que terminou a partida com 20 pontos, seis ressaltos e cinco assistências. Do lado portista, destaque para os norte-americanos Tanner Mcgrew e Jalen Riley que saíram de Matosinhos com 19 e 16 pontos, respetivamente.

No final da partida, Moncho López congratulou a equipa do Sporting CP que considerou ter sido “mais dominadora do que outras vezes” e, por isso, “foram os justos vencedores”. O técnico espanhol enumerou ainda os motivos da vitória sportinguista: “Nós não controlamos o ressalto da primeira parte e na segunda metade conseguimos superar essa diferença, mas eles conseguiram aguentar-se. Mesmo com boas defesas da nossa parte, tiveram ações de muito mérito”.

Lamentou “momentos muito maus” e a insuficiência dos esforços para chegar à vitória e prometeu “pensar e fazer bastantes coisas melhores que hoje” na próxima oportunidade. Quanto às expectativas para o que resta jogar no campeonato, Moncho falou sobre a intenção clara de “vencer o primeiro jogo do play-off” e que o trabalho que se segue vai ser focado nessa intenção.

Por sua vez, Luís Magalhães mostrou satisfação com o resultado e com a exibição da sua equipa. Tal como Moncho López, o técnico leonino concordou que esta foi a melhor exibição entre as cinco já realizadas frente aos “dragões” esta época e que tal se deveu “à consistência no capítulo da eficácia, da recuperação de bolas e dos lançamentos.” Sobre a final de amanhã frente ao Imortal, o técnico vê como “mais um jogo” em que a equipa vai entrar com a “maior motivação possível de levar a taça para Alvalade”.

Com esta derrota, o FC Porto vê encerrada a sua participação na Taça de Portugal e recebe o Imortal Basket Club (Imortal), quarto classificado, no sábado, em jogo a contar para a última jornada da fase regular do campeonato. A formação sportinguista enfrenta, este domingo, o Imortal, vencedor da outra meia-final jogada em Matosinhos, num jogo onde ficará decidido quem levará o troféu para casa.

Artigo da autoria de Tiago Sousa.