Desporto

Futsal: Portugal vence a República Checa e é líder isolado no apuramento para o Euro 2022

A seleção portuguesa venceu a República Checa, esta terça-feira, em Lodz, na Polónia, em jogo a contar para a qualificação do Euro 2022. 1-5 foi o resultado final. Por Martim Mota

Depois do empate frente à seleção checa, no último sábado, a Seleção Nacional precisava de vencer para alcançar o primeiro lugar do grupo oito do apuramento para o Europeu de Futsal 2022. A República Checa partia para o confronto no primeiro lugar, com sete pontos. O encontro realizou-se no Atlas Arena, na Polónia. 

A “todo o gás”

A partida começou com um ritmo bastante elevado e, ao segundo minuto de jogo, Pany Varela marcou o primeiro golo para Portugal numa jogada onde o ala surgiu do lado esquerdo, puxou para dentro e encheu o pé para efetuar um remate rasteiro, forte e certeiro. A formação checa teve uma boa reação ao golo sofrido e criou algumas oportunidades de perigo, mas estas acabaram por não ter sucesso devido às excelentes defesas de Vítor Hugo. 

Para além das boas intervenções do guardião português, a defesa portuguesa também demonstrou boa eficácia no eixo defensivo e esperava uma possível desorganização da linha defensiva da República Checa para poder desfazer o empate. O golo não apareceu através das jogadas de bola corrida, mas sim numa reposição de bola, com a “formação das quinas” a aumentar o marcador com um golo do jovem Afonso Jesus.

A Seleção Nacional aumentou a percentagem de posse de bola no final da primeira parte e, na sequência de um livre, marcou o terceiro golo numa “jogada de laboratório” finalizada por André Coelho. A poucos segundos do final do primeiro tempo, a formação checa reduziu a desvantagem através de uma grande penalidade. 1-3 era o resultado ao intervalo.

Boa gestão de jogo e do resultado

A segunda parte do encontro abriu com um golo de Bruno Coelho, ala português, fruto de um contra-ataque muito rápido. O mesmo jogador acabaria por bisar pouco depois, após um erro defensivo da República Checa. 

A pressão alta por parte dos comandados de Jorge Braz fez com que a formação checa não conseguisse impor o estilo de jogo que pretendia. O ritmo baixou e a ótima gestão da posse de bola garantiram o controlo total da partida para Portugal. Até ao final do encontro não houve grandes oportunidades de perigo e o resultado manteve-se inalterado. 1-5 foi o resultado final.

No final da partida, Jorge Braz, técnico da Seleção Nacional, salientou o foco e o compromisso que os jogadores demonstraram. Confessou ainda que, apesar de ter sido um jogo positivo, Portugal podia ter aumentado ainda mais o resultado no marcador. João Matos e Bruno Coelho consideraram que a equipa deu uma boa resposta em relação ao jogo anterior e sublinharam a capacidade dos jogadores de dar a volta a um jogo menos bem conseguido no último sábado. 

Com esta vitória, a seleção portuguesa sobe ao primeiro lugar do Grupo oito e é líder isolado. A “formação das quinas” volta a jogar no próximo mês, contra a Noruega, para as duas últimas jornadas do apuramento para o Europeu de Futsal de 2022, enquanto a República Checa tem duplo compromisso com a Polónia. 

Artigo da autoria de Martim Mota