Desporto

Futsal: Portugal vence na Polónia e soma primeira vitória na qualificação para o Euro 2022

A seleção portuguesa saiu vencedora no confronto com a Polónia, esta quarta-feira, na segunda jornada do apuramento para o Europeu de Futsal de 2022. O jogo terminou com um resultado de 3-0. Por Catarina Leite

Após o empate a dois na partida de sexta-feira, Portugal voltou a enfrentar a seleção polaca, desta vez no Atlas Arena, em Lódź, em jogo a contar para a fase de qualificação para o Europeu de Futsal de 2022, prova em que a Seleção Nacional vai tentar defender o título de campeã europeia.

Portugal ao ataque

A formação de Jorge Braz, selecionador português, entrou dominante no encontro, com um bom ritmo e uma boa organização de jogo, apesar das constantes entradas em falta da Polónia. Portugal mostrou-se superior na posse de bola e no ataque à baliza, ao criar inúmeras situações de finalização.

Aos dois minutos de jogo, surge o primeiro momento de perigo, na sequência de um remate ao poste de Tiago Brito. Ainda assim, a seleção portuguesa apenas abriu o marcador ao minuto 15 do encontro, com um golo do pivô Cardinal. A “seleção das quinas” foi para intervalo com uma vantagem de 2-0, após um golo do defesa André Coelho, a acabar a primeira parte.

Compromisso coletivo

A segunda parte ficou marcada pelo esforço português em cimentar a vantagem. Foi dos pés de Tiago Brito que surgiu a primeira oportunidade de aumentar o marcador, após um pontapé de canto para Portugal. No entanto, o guarda-redes polaco mostrou-se à altura.

Face a uma Polónia mais agressiva e atacante, Portugal manteve-se focado na manobra defensiva, sem descurar a hipótese de aumentar a vantagem. A seleção polaca subiu as suas linhas e criou diversas situações de perigo para a baliza de Edu. Os polacos estiveram perto de reduzir a desvantagem, num remate ao poste de Sebastian Leszczak.

Contudo, os portugueses mantiveram a cabeça fria e controlaram o jogo. A três minutos do final da partida, Cardinal marcou o 3-0, através de um livre de 10 metros, na sequência da 6º falta da equipa polaca.

No final da partida, o selecionador nacional, Jorge Braz, destacou a evolução dos seus jogadores e deu os parabéns à equipa “pelo seu compromisso coletivo, e pela forma como cada um assumiu muito bem o seu papel no jogo”. Também Cardinal, mostrou-se feliz pelos golos e pelo jogo. “Foi um jogo à Portugal, fomos nós próprios” salientou. O jogador português afirmou ainda que foi cumprido o objetivo de conquistar os três pontos.

Portugal segue na competição, com quatro pontos, e prepara o próximo jogo, no dia 5 de março, contra o líder do grupo oito, a Republica Checa, que conta com seis pontos na competição, fruto das derrotas por falta de comparência da Noruega, próxima adversária da Polónia.

Artigo da autoria de Catarina Leite