Desporto

Andebol: FC Porto vence Belenenses e continua imbatível

Os “azuis e brancos” visitaram, esta terça-feira, o Belenenses em jogo a contar para o campeonato. O resultado final foi 24-31.

Sem jogar há onze dias, o Futebol Clube do Porto (FC Porto) voltou a competir para o Campeonato Nacional de Andebol, num encontro em atraso da nona jornada, frente ao Clube de Futebol “Os Beleneneses” (Belenenses), no Pavilhão Acácio Rosa. A formação orientada por Magnus Andersson é líder do campeonato e mantém um registo 100% vitorioso.

Belenenses tentou superiorizar-se

O favoritismo do FC Porto não intimidou o Belenenses, que entrou forte e não se deixou abater. Os minutos iniciais foram marcados pela intensidade da equipa visitante, com a equipa do Restelo a tentar acompanhar o ritmo dos “azuis e brancos”, sem nunca conseguir superiorizar-se à equipa orientada por Magnus Andersson. 

Houve duas versões do FC Porto na primeira parte. O início foi dominador, mas a partir do minuto 17, os “dragões” deixaram-se relaxar, o que levou a uma diminuição significativa da qualidade exibicional do coletivo e uma incapacidade para dilatar a vantagem. Destaque para Nélson Pina, do Belenenses, com quatro golos. O resultado ao intervalo era de 14-15.

Regresso fulgurante do FC Porto

A segunda parte trouxe um FC Porto com mais discernimento, em relação ao final do primeiro tempo. Ao minuto sete, a equipa visitante tinha já uma vantagem de quatro golos. A equipa da casa tentou acompanhar o ritmo fulgurante do FC Porto, apesar da disparidade na qualidade técnica individual entre os jogadores das duas equipas. A chave do encontro para a equipa orientada por Magnus Andersson foi o regresso forte após o intervalo.

Com o decorrer do jogo, os “azuis e brancos” não abrandaram o ritmo de jogo e continuaram a ir para cima do adversário, aumentando a sua vantagem, apesar dos esforços do Belenenses para reduzir a diferença no marcador. Os “azuis do Restelo” resistiram e até ao final do encontro conseguiram causar alguns incómodos à formação visitante. A exibição coletiva do FC Porto foi boa, com maior destaque para Diogo Branquinho, Victor Iturriza e Daymaro Salina que apontaram seis, cinco e quatro golos, respetivamente.

Apesar da pouca regularidade de jogos, devido ao adiamento de alguns jogos para a EHF Champions League, a equipa orientada por Magnus Andersson não teve dificuldade em praticar o seu estilo de jogo e não acusou a falta de “andamento”. 24-31 foi o resultado final.

O FC Porto retoma a competição em fevereiro do próximo ano, já depois do Mundial de Andebol, com um jogo frente ao ABC, atual quinto classificado do campeonato, enquanto o Belenenses vai visitar o Boa-Hora, em jogo também a contar para o Campeonato Nacional.