Desporto

Andebol: FC Porto vence e convence na Liga dos Campeões

Os “dragões” receberam e venceram, na quinta-feira, os húngaros do Pick Szeged por 25-18, numa partida a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Depois da vitória frente ao Madeira SAD na sexta jornada do campeonato, o Futebol Clube do Porto (FC Porto) recebeu o Pick Szeged, campeão húngaro, em jogo da quarta jornada da Liga dos Campeões. Os “azuis e brancos” procuravam retomar o caminho das vitórias na campanha europeia, enquanto os visitantes tentavam a sua primeira vitória na competição.

Primeira parte de excelência

Embora o FC Porto tivesse o favoritismo do seu lado, o Szeged não se mostrou um adversário acessível. Com cerca de dez baixas por causa de COVID-19 e com o último jogo oficial a datar de 23 de setembro, a equipa húngara não conseguiu fazer frente ao poderio ofensivo da equipa da casa. Os primeiros dez minutos mostraram o que ia ser o resto do jogo: vantagem segura “azul e branca”, onde a coesão defensiva e as defesas de Mitrevski tiveram um papel preponderante.

Sempre com o resultado a seu favor, na segunda metade da primeira parte, os “dragões” tentaram ampliar a vantagem até ao descanso. Cientes da experiência húngara, o FC Porto nunca se deixou adormecer e levou uma vantagem de cinco golos para o intervalo. 15-10 era o resultado.

Uma muralha chamada Mitrevski

Nos primeiros cinco minutos da segunda parte, o FC Porto aumentou a vantagem para seis golos de diferença. Mais uma vez, o guarda-redes macedónio dos “dragões” assumiu um papel de destaque, juntamente com Miguel Martins, com cinco golos, que acabaria por se tornar no melhor marcador do lado “azul e branco”. Do lado do Szeged, Juan Cañellas e Mario Sostaric, com sete golos e quatro golos, respetivamente, eram os atletas mais ativos da formação húngara.

Durante toda a segunda parte, o FC Porto continuou a tentar dilatar o resultado para precaver eventuais percalços. Até ao final do encontro confirmou-se o que se verificava até então: um FC Porto confiante nas suas capacidades e um Szeged com alguma falta de ritmo, aliada a baixas importantes de jogadores mais utilizados como Dean Bombac e Luka Stepancic. 25-18 foi o resultado final.

No final do encontro, Magnus Andersson elogiou a equipa húngara apesar das dificuldades que está a passar e apontou alguns erros no que concerne à tentativa de segurar o resultado na segunda parte. Já do lado da equipa húngara, o treinador Juan Carlos Pastor afirmou que é “muito complicado jogar nestas condições”, mas que deram tudo para conseguir a vitória contra uma grande equipa.

No domingo, o FC Porto recebe o AD Sanjoanense, em jogo a contar para a sétima jornada do Campeonato Nacional. O Szeged retoma o campeonato contra o Orosházi, depois de uma paragem devido a casos de COVID-19 na equipa.