Desporto

Hóquei: FC Porto vence Famalicense e soma primeira vitória no campeonato

Os “dragões” receberam, este sábado, a formação de Famalicão em partida da segunda jornada. 6-4 foi o resultado final.

Depois da derrota pesada na abertura do campeonato em casa do eterno rival Sport Lisboa e Benfica, o Futebol Clube do Porto (FC Porto) recebeu, este sábado, o recém-promovido Famalicense Atlético Clube em jogo a contar para a segunda jornada da competição. Tal como os “dragões”, também os visitantes vinham à procura de somar os primeiros pontos na prova, no seguimento da derrota frente ao Óquei de Barcelos.

Ritmo quanto baste

Os minutos iniciais do encontro mostraram duas equipas interessadas em atacar e ter a bola, com a posse de bola a dividir-se pelas duas formações. Apesar do equilíbrio, o FC Porto não demorou a colocar-se em vantagem através do capitão Reinaldo Garcia à passagem dos quatro minutos de jogo. Após o golo, o Famalicense teve mais dificuldades para criar desequilíbrios no ataque, com o maior perigo, ainda que diminuto, a surgir em contra-ataques.

Mesmo com ascendente para a equipa da casa, o ritmo era lento nos primeiros minutos, algo que não impediu Cocco de acertar três vezes com a bola no ferro da baliza dos visitantes, defendida por Manuel Silva, que ia também somando várias defesas. A persistência do italiano dos “azuis e brancos” acabaria premiada aos 15 minutos com um golo de belo efeito após jogada individual.

Seguiram-se depois dois golos de rajada, com Cocco a bisar e Rafa a colocar o resultado em 4-0 através de um remate de meia distância. Nos minutos mais movimentados do primeiro tempo, a turma de Famalicão colocou-se também no marcador graças a Juan López, na conversão de uma grande penalidade. O mesmo atleta acabaria depois por ver um cartão azul, a 5 minutos do intervalo, e deu origem a um livre que Gonçalo Alves tratou de aproveitar para colocar o resultado em 5-1.

Sem ter de colocar o pé no acelerador, o FC Porto construiu um resultado bastante confortável que colocou o Famalicense praticamente fora da discussão da vitória ainda antes do intervalo, ao servir-se da melhor valia dos seus executantes.

Mais faltas, mais golos, mais emoção

Apesar do resultado, foi a equipa da casa quem veio mais energética para o segundo tempo, com Gonçalo Alves a aproveitar novo livre para bisar na partida e voltar a dilatar a vantagem. Sempre com o FC Porto a rondar a baliza adversária, Joaquim Peixoto, guardião do Famalicense que entrou para o segundo tempo, tratava de impedir novo golos dos “dragões” e contra a corrente do jogo, os visitantes conseguiram mesmo reduzir para 6-2, por intermédio de Rui Silva.

Este golo teve o condão de voltar a espevitar a equipa treinada por Vítor Silva, que se serviu da décima falta portista para colocar o marcador em 6-3, outra vez graças a livre de Juan López. Seguiu-se um período algo quezilento e nervoso do encontro, com ambas as equipas a acumularem faltas e a obrigarem os respetivos guarda-redes a várias defesas apertadas. O FC Porto tinha mais volume de jogo e remates, mas o Famalicense criava vários calafrios ao guardião portista, Xavi Malián, nos contra-ataques.

A sete minutos do final, os visitantes tiveram uma chance de ouro para reentrar na discussão do resultado, mas desperdiçaram o livre e a vantagem numérica na sequência do cartão azul a Zé Miguel. Ainda assim, a equipa de Famalicão acabaria mesmo por voltar a reduzir a vantagem portista a pouco mais de um minuto do fim, ao estabelecer o resultado final em 6-4, numa segunda parte de menor eficácia, mas mais rica em emoção.

No final do encontro, Guillem Cabestany, técnico dos “dragões”, considerou que o FC Porto fez uma boa primeira parte, mas sofreu demasiados golos do adversário na segunda metade, o que levou a que a equipa não terminasse o encontro com as melhores sensações. Por sua vez, Vítor Silva, treinador dos visitantes, afirmou que o Famalicense foi demasiado “subserviente” à equipa da casa no primeiro tempo, defendeu que o resultado foi justo e que espera que este encontro “sirva de exemplo” para a sua formação.

Na próxima jornada, o FC Porto desloca-se até ao terreno do HC Turquel, enquanto o Famalicense recebe o Juventude de Viana.