Desporto

ANDEBOL: FC PORTO SUPERA ÁGUAS SANTAS E SEGUE NA LIDERANÇA

O Dragão Arena recebeu, esta quarta-feira, o Águas Santas em jogo a contar para o Campeonato Nacional de Andebol. Os “dragões” venceram a equipa da Maia por 36-23. Por Matilde Maria Marques

O Futebol Clube do Porto (FC Porto) recebeu, na quarta feira, a equipa do Águas Santas, em jogo da 15ª jornada do Campeonato Nacional de Andebol. Os “dragões” partiram como favoritos para o jogo, com uma vantagem de treze pontos na classificação geral sobre a equipa visitante.

Miguel Martins, camisola dez dos portistas, inaugurou o marcador ao minuto um, seguido por um lance certeiro de Diogo Branquinho. Esta vantagem manteve-se até aos três minutos e meio da partida, momento em que um livre de sete metros para os visitantes ditou o empate a duas bolas.

Quintana, o dono da baliza

A partida começou rápida com alguns passes falhados por ambas as equipas, que se mantinham igualadas no marcador. Só pouco depois dos oito minutos de jogo, Djibril conseguiu dar vantagem à equipa da casa. Seguiram-se múltiplas defesas de Alfredo Quintana, que se mostrou irrepreensível nesta primeira parte do jogo na baliza dos “azuis e brancos”.

Por volta dos vinte minutos da partida, um livre de sete metros, marcado por Diogo Branquinho, foi defendido pelo guarda redes do Águas Santas, mas isso não afetou a equipa da casa, que manteve a liderança até ao final do primeiro tempo. Antes do final do primeiro tempo, destaque para mais uma defesa importante de Quintana no último segundo. Os dragões partiram para o intervalo com três golos de vantagem sobre a equipa adversária, com o marcador fixado em 17-14.

Domínio no segundo tempo

Logo após o primeiro minuto da segunda parte, Daymaro Salina consolidou a superioridade que o FC Porto trazia da primeira metade. Seguiram-se vários remates de Branquinho, um dos melhores marcadores desta décima quinta jornada, e de Fábio Magalhães. Quem também se destacou na segunda parte da partida foi o jovem Miguel Pinto, que marcou o vigésimo quinto golo dos dragões, quando estavam volvidos oito minutos do segundo tempo.

A partir daí, entre defesas importantes de Quintana e ataques diretos, a equipa da casa manteve a intensidade em busca de confirmar a vitória. Se a primeira parte já havia sido dominada pelos dragões, a segunda não deu hipóteses a um Águas Santas que só se voltou a fazer sentir pouco depois dos vinte minutos da segunda parte, quando o resultado estava já bastante desequilibrado.

A segunda parte contou com inúmeras defesas de Quintana e algumas jogadas confusas que permitiram a larga vantagem dos azuis e brancos. Nos últimos minutos de jogo, houve ainda tempo para golos de Diogo Branquinho e Rui Silva, bem como um remate de belo efeito de Fábio Magalhães, assistido por Miguel Pinto. O jogo terminou com dois golos seguidos de Victor Iturriza. O marcador contava com 36-23, a favor do FC Porto, quando o já relógio marcava os trinta minutos.

No final do encontro, Magnus Andersson afirmou que, apesar da grande prestação de Quintana, a defesa ficou aquém das expetativas durante a primeira parte. “O jogo são sessenta minutos e jogar contra nós esse tempo não é fácil. Penso que na segunda parte estivemos mais concentrados e mais focados em algumas situações importantes”, referiu o treinador do FC Porto.

Com este resultado, o Futebol Clube do Porto mantém-se na liderança com os mesmos pontos do Sporting CP. Na próxima jornada, os “dragões” deslocam-se ao terreno do Vitória FC, enquanto o Águas Santas recebe o Boavista. Ambas as partidas estão agendadas para este sábado.

Artigo da autoria de Matilde Maria Marques