Desporto

MAIA OPEN: PEDRO SOUSA AVANÇA PARA OS OITAVOS DE FINAL

João Domingues também venceu e acompanha o número dois português para a fase seguinte do torneio. Restantes tenistas nacionais estão já fora da prova. Por Pedro Marques dos Santos

Pedro Sousa, tenista lisboeta e atual número dois nacional, estreou-se ontem com uma vitória no Maia Open, o torneio de categoria Challenger a decorrer esta semana no Complexo Municipal de Ténis da Maia, ao bater o espanhol Javier Marti pelos parciais de 6-3, 4-6 e 6-4, num encontro com 2h34 minutos de duração.

Apesar das dificuldades para superar um tenista espanhol afundado na hierarquia mundial e com uma carreira muito fustigada por lesões, o número 146 do ranking ATP foi o primeiro português a garantir um lugar nos oitavos de final, onde vai enfrentar o italiano Riccardo Bonadio (422º).

Por sua vez, João Domingues (192º) superou o austríaco Maximilian Neuchrist (670º). Depois de um arranque equilibrado, o tenista de Oliveira de Azeméis conseguiu a quebra de serviço decisiva na reta final para vencer a primeira partida por 7-5. O segundo set foi de domínio total por parte do português que selou o carimbo para ronda seguinte com o parcial de 6-1. O seu próximo adversário será o alemão Daniel Masur (257º).

O maiato Nuno Borges (616º), a jogar em casa e o único dos portugueses não cabeça de série a ultrapassar a primeira ronda da prova, enfrentou o húngaro Attila Balazs, número 137 do ranking mundial e quinto cabeça de série do torneio, mas acabou por ceder em apenas duas partidos para o jogador mais credenciado. 7-6 e 6-4 foram os parciais do encontro.

Também a competir por um lugar nos oitavos de final esteve Fábio Coelho, o principal beneficiado da desistência por lesão do cabeça de série Frederico Silva, que gozou do estatuto de lucky loser para saltar diretamente para a segunda ronda da prova. No entanto, tal como na fase de qualificação, o jovem português voltou a ser derrotado pelo italiano Andrea Vavassori (397º), com o resultado final de 6-4 e 6-1.

Nos primeiros dois dias de competição, dedicados por completo à primeira ronda do torneio, Francisco Cabral foi derrotado pelo austríaco Neuchrist, entretanto eliminado por João Domingues, João Monteiro (1915º) cedeu perante o checo Zdenek Kolar (234º) e Luís Faria (802º) foi afastado da prova por Vit Kopriva (348º). Apesar da boa réplica, Tiago Cação também foi eliminado na estreia frente a Jurij Rodionov (308º) em três partidas, com os parciais de 6-4, 6-7(6) e 6-3.

Na variante de pares, a dupla portuguesa composta por Pedro Sousa e Gonçalo Falcão seguiu para a ronda seguinte com uma vitória por duplo 6-2 frente a Scott Clayton e Purav Raja, enquanto João Monteiro e Tiago Cação ultrapassaram Tomislav Draganja e Zdenek Kolar com uma vitória no set decisivo disputado em formato match tie-break. Durante a jornada de terça-feira, a dupla Nuno Borges e Francisco Cabral já havia sido eliminada.

Para hoje estão marcados todos os encontros alusivos aos oitavos de final do Maia Open.

Artigo da autoria de Pedro Marques dos Santos