HÓQUEI: FC PORTO DESPACHA VALONGO COM GOLEADA – Jornal Universitário do Porto
Desporto

HÓQUEI: FC PORTO DESPACHA VALONGO COM GOLEADA

O Futebol Clube do Porto goleou a Associação Desportiva de Valongo no Dragão Caixa por 9-2 e continua na perseguição ao Sporting pelo primeiro lugar do campeonato.

Num jogo em atraso da 19ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins, o FC Porto recebeu o Valongo com a missão de vencer e manter o bom momento de forma.

A equipa da casa entrou decidida a mandar no jogo e Rafa abriu o ativo quando estavam jogados apenas dois minutos. Hélder Nunes aproveitou uma perda de bola de Pedro Mendes para rematar com perigo e, depois de uma defesa incompleta de Leonardo Pais, Rafa aproveitou a recarga para marcar à antiga equipa.

Os “dragões” estavam muito fortes no jogo e aproveitavam as várias perdas de bola do Valongo para sair em ataques rápidos com muito perigo. Rafa, Hélder Nunes e Reinaldo Garcia estiveram perto de ampliar, mas Leonardo Pais travou as iniciativas dos pupilos de Guillem Cabestany.

Descontente com a entrada da sua equipa, o técnico do Valongo, Miguel Viterbo, pediu um desconto de tempo ainda antes dos dez minutos. A pausa, ainda assim, não teve o efeito desejado e o Porto chegou mesmo ao segundo. Numa grande jogada individual, Gonçalo Alves deixou para trás a defensiva verde e preta e assinou um grande golo.

A equipa portista estava a dar um verdadeiro recital de hóquei em patins e chegou ao terceiro aos quinze minutos de jogo. Reinaldo Garcia conduziu a jogada e assistiu Hélder Nunes, que não tremeu frente a Leonardo Pais.

A perder por 3-0, o Valongo teve boa oportunidade para reduzir no minuto seguinte, através de um livre direto. Diogo Fernandes sofreu falta de Rafa, que viu o cartão azul, e avançou para a cobrança, mas Carles Grau ganhou o duelo com o avançado.

A jogar com menos uma unidade, fruto da exclusão de Rafa, o Porto soube conter a pressão do Valongo e o resultado não se alterou.

Com o final dos dois minutos de exclusão, o FC Porto voltou a ter quatro unidades em campo, com Jorge Silva a ser o elemento chamado. O experiente jogador fez por merecer a chamada e, a sete minutos do intervalo, aproveitou uma bola solta para colocar o resultado em 4-0.

Até ao descanso a partida equilibrou, com o Valongo a causar por fim algum perigo, mas nenhum dos conjuntos conseguiu finalizar e o resultado não se alterou.

“Dragões” voltaram a entrar fortes na partida

O FC Porto repetiu a entrada forte no segundo tempo e fez dois golos nos primeiros cinco minutos. Alvarinho e Ton Baliu juntaram os seus nomes à lista de marcadores e colocaram o resultado em 6-0.

O Valongo não conseguia lidar com a velocidade dos “dragões” e, de penálti, a equipa da casa chegou ao sétimo. Gonçalo Alves foi o chamado e conseguiu colocar a bola fora do alcance do guarda-redes visitante.

O jogo continuava muito aberto e o Valongo chegou finalmente ao golo, através do ainda júnior Miguel Moura. A equipa visitante até podia ter feito o segundo pouco depois, na sequência de um penálti, mas Poka permitiu a defesa de Carles Grau.

Do outro lado, o Porto não se deixou intimidar pela melhoria da equipa de Valongo e voltou a ampliar. Ton Baliu, por duas vezes, finalizou com sucesso e colocou o resultado em 9-1.

Já nos derradeiros cinco minutos, Guilherme Silva, a melhor unidade do Valongo na partida, reduziu para 9-2.

Até ao final, destaque apenas para mais um penálti para o Porto, com Leonardo Pais a levar a melhor sobre Gonçalo Alves e a manter o resultado final.

“Fizemos uma exibição muito boa durante todo o jogo”

No final do encontro, o técnico portista, Guillem Cabestany, elogiou a exibição da sua equipa, mas reconheceu que o Valongo não esteve no seu melhor.

O treinador dos “dragões” realçou ainda a “felicidade com que jogam” os seus jogadores e garantiu que este é “o melhor Porto da época”.

O FC Porto regressa à competição no próximo sábado, numa deslocação ao CD Paço de Arcos. Já o conjunto de Valongo recebe, no mesmo dia, o HCP Grândola.