HÓQUEI: FC PORTO CARIMBA “OITAVOS” DA TAÇA DE PORTUGAL – Jornal Universitário do Porto
Desporto

HÓQUEI: FC PORTO CARIMBA “OITAVOS” DA TAÇA DE PORTUGAL

O Futebol Clube do Porto venceu a União Desportiva Oliveirense por 4-3 no Dragão Caixa e carimbou a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal de hóquei em patins.

O Futebol Clube do Porto (FCP) começou a jogo sob a pressão da União Desportiva Oliveirense (UDO) e sem conseguir chegar à baliza de Xavier Puigbi. Entre os postes contrários, Nélson Filipe foi chamado a intervir por várias vezes e impediu que a equipa visitante inaugurasse o marcador.

O primeiro golo chegou aos quatro minutos pelo stick de Rafa. O avançado portista aproveitou o remate de Hélder Nunes e estabeleceu o 1-0 no marcador na recarga.

Os guarda-redes foram as figuras de destaque da primeira parte, ao proporcionar grandes defesas e evitar mexidas no resultado.

Foi só aos 21 minutos que o FC Porto conseguiu dilatar a vantagem. Alvarinho assistiu Ton Baliu que, em frente a Puigbi, não desperdiçou a oportunidade e fez o 2-0.

A equipa de Oliveira de Azeméis, que se apresentou sem Jepi Selva e com Pedro Moreira a não sair do banco, reduziu a desvantagem aos 23 minutos. Num remate frontal, Pablo Cancela enviou a bola para o fundo das redes da baliza de Nélson Filipe e fez o 2-1.

A segunda parte trouxe a décima falta da equipa visitante, logo aos três minutos. Hélder Nunes foi chamado a cobrar o livre direto consequente. Com a primeira investida a ir ao poste, o capitão portista aproveitou o ressalto e deu o 3-1 aos azuis e brancos.

Foi à passagem do sexto minuto que a UD Oliveirense chegou ao 3-2. Na cobrança do livre direto respetivo à décima falta portista, Pablo Cancela fintou Nélson Filipe e bisou na partida.

Os guarda redes voltaram a estar em destaque no jogo dos 16 avos” da Taça de Portugal. Puigbi chegou mesmo a defender dois livres diretos de Hélder Nunes.

Ao minuto 13, num lance de insistência, Reinaldo Garcia fez o 4-2 através de uma picadinha.

Volvidos dois minutos, foi a vez de Nélson Filipe não conseguir travar o remate de longe de Jordi Bargallo, que estabeleceu o resultado em 4-3.

Houve ainda tempo para o guardião da UD Oliveirense defender um livre direto de Hélder Nunes e para ambos os guarda-redes abrilhantarem a partida com mais um par de defesas.

No final da partida, Tó Neves, técnico da equipa de Oliveira de Azeméis, afirmou que “passa quem tem mais golos e não quem tem mais oportunidades”. Destacou “uma Oliveirense capaz” e com “as melhores oportunidades” do jogo. Considerou que o FC Porto teve “mais faltas a favor”, “mais cartões azuis a favor”, mas são coisas que “não se conseguem controlar”. Tó Neves destacou ainda a presença da claque da Oliveirense que se fez ouvir durante todo o encontro ao dizer que “é sempre importante para os jogadores a sua presença”.

O técnico do FC Porto, Guillem Cabestany, reconheceu a força do adversário: “a Oliveirense começou muito bem”. “Num jogo de vida ou morte, os últimos resultados da Oliveirense não serviam para nada”, destacou ainda. O treinador espanhol afirmou que os jogadores portistas “estiveram bem e tiveram de saber sofrer”. Cabestany mostrou-se satisfeito, já que “passaram mais um objetivo” ao carimbar a presença na próxima fase da Taça de Portugal. Deixou ainda uma referência à importância do fator casa, pela “confiança que dá” e pelo “apoio dos adeptos”.

Com a vitória por 4-3 sobre a UD Oliveirense, o FC Porto carimbou a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal de hóquei em patins. Os restantes jogos dos 16 avos da Taça podem ser consultados aqui.

As duas equipas entram em ação dia 17, em jogos a contar para quinta jornada da Liga Europeia. Os “azuis e brancos” vão ao terreno do Club Pati Vic, enquanto que o conjunto de Oliveira de Azeméis vai à Alemanha defrontar o ERG Iserlohn.