Desporto

BASQUETEBOL: CLÁSSICO EQUILIBRADO TERMINA COM VITÓRIA PORTISTA

O Futebol Clube do Porto venceu o Sport Lisboa e Benfica por 89 - 81, em jogo a contar para a 15ª ronda do Campeonato LPB Placard.

O Dragão Caixa foi palco do primeiro clássico de 2018 em basquetebol. O Futebol Clube do Porto (FCP) vinha de uma derrota contra o Oliveirense, um dos seus rivais diretos, e queria recuperar com uma vitória. Já o Sport Lisboa e Benfica (SLB) apresentava-se no Dragão sem qualquer derrota sofrida em tempo regulamentar.

Os “encarnados” fizeram os primeiros dois pontos da partida, com o Porto a responder de imediato através de um triplo. Este jogo de parada e resposta marcou o equilíbrio entre os dois rivais no primeiro período. Os “dragões” pontuaram principalmente através de triplos efetuados por Pedro Bastos e Marcus Gilbert, enquanto que o Benfica conseguiu manter-se no jogo vários pontos de lançamentos livres. Nos últimos minutos, o Porto conseguiu superiorizar-se ao Benfica ao 7 pontos sem resposta. O período acabou com o marcador em 20-16.

O rendimento portista continuou a crescer no segundo tempo, com uma clara eficácia tanto ofensiva como defensiva a garantir o controlo do jogo. Com 5 minutos jogados neste período, o Porto apresentava uma vantagem de 11 pontos (34-23). O Benfica mostrava cada vez mais erros no ataque que os “dragões” aproveitaram para aumentar ainda mais a diferença no marcador. Destaque para William Sheehey do lado do Porto,que conseguiu marcar 11 pontos só neste período de jogo. A primeira parte da partida terminou com o resultado em 53-29, a confirmar  o domínio do Porto sobre os “encarnados”.

Inversão de papéis

O Benfica entrou com outra atitude e qualidade de decisão que deixaram os “dragões” sem capacidade de resposta. Os da casa estiveram mesmo 3 minutos sem marcar, o que permitiu aos “encarnados” reduzir a desvantagem de 24 para 9 pontos. Os triplos por parte do Porto conseguiram manter a equipa na frente do marcador, porém outro período sem marcar permitiu ao Benfica fazer um parcial de 13 pontos sem qualquer resposta azul e branca. Tomás Barroso e José Silva, com 12 e 9 pontos,  foram os que mais contribuíram para a recuperação dos visitantes. O terceiro período terminava assim com o marcador em 69-66.

O Benfica entrou no último período a dominar e conseguiu reduzir a desvantagem para 1 ponto em apenas 2 minutos de jogo. Com o marcador em 71-70, o treinador do Porto, Moncho López, pediu um desconto de tempo. A paragem foi importante para a equipa. No regresso ao jogo, os da casa reverteram a corrente do jogo e marcaram 7 pontos sem resposta “encarnada”. Os “dragões” conseguiram controlar o jogo durante algum tempo, mas o Benfica voltou a reduzir a desvantagem.

Com apenas um minuto de tempo regulamentar, o marcador encontrava-se em 85-81. Ambas as equipas falharam alguns triplos. A 20 segundos do fim, Marcus Gilbert sofre uma falta em contra-ataque que permite ao Porto obter dois pontos preciosos da linha de lance livre. Com o jogo quase decidido, os “dragões” executaram uma jogada estudada que culminou num afundanço por parte de Gilbert, essencial para dar vantagem aos portistas no confronto direto. A partida terminou pouco depois com o resultado final assente em 89-81, favorável ao Porto.

Na conferência de imprensa, o treinador do Benfica, José Ricardo, disse que o Porto foi mais forte no segundo período e que era “decisivo defender no terceiro período” para recuperar a desvantagem. Deu mérito ao adversário e considerou o jogo equilibrado e que a diferença “esteve nos detalhes e nas oportunidades que foram marcadas”.

Por sua vez, questionado sobre o desconto de tempo no último período, Moncho López afirmou que “não há palavras mágicas, quem fez a diferença foram os artistas em campo”. Em declarações ao JUP, o técnico portista revelou que não se esqueceu da derrota com o Oliveirense e que quer “continuar a construir a equipa para ser mais completa”.

As duas equipas voltam a competir no próximo sábado, com jogos a contar para a 16ª ronda do Campeonato LPB Placard. O FC Porto recebe o Terceira Basket, enquanto o SL Benfica recebe o Galitos-Barreiro.