Desporto

HÓQUEI: GOLEADA DO FC PORTO NA JORNADA INAUGURAL

O Futebol Clube do Porto recebeu e venceu o Hóquei Clube Patinagem de Grândola por 14-2, na primeira jornada do Campeonato Nacional.

Antes do início do jogo entre o atual campeão nacional e o recém-chegado à primeira divisão, deu-se a entrega dos troféus relativos ao Campeonato Nacional da época 2016-2017. O escalão principal do Futebol Clube do Porto (FCP) e a equipa B receberam das mãos do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa os títulos respetivos. Houve ainda tempo para um minuto de silêncio em homenagem às vítimas dos incêndios em Portugal.

O primeiro golo da partida, que já contou com a implementação das novas regras do hóquei em patins, chegou seis minutos depois do apito inicial. Gonçalo Alves não desperdiçou a oportunidade de cobrar um penalti e dar vantagem à equipa portista. Aos doze minutos, Jorge Silva assistiu o capitão Hélder Nunes para o 2-0.

Durante a partida, ambos guarda-redes foram chamados a intervir por diversas vezes e o guardião do FC Porto defendeu uma grande penalidade.

Aos dezassete minutos, o capitão azul e branco “bisou” na partida e aumentou a vantagem da equipa da casa para 3-0. Alvarinho, que regressou após o empréstimo ao OC Barcelos, foi chamado a converter um livre direto pouco depois mas não conseguiu levar a melhor sobre Ricardo Costa. A partida não foi para intervalo sem que Gonçalo Alves marcasse o segundo da conta pessoal e Filipe Bernardino reduzisse a desvantagem do Grândola para 4-1.

Na etapa complementar, o FC Porto marcou quatro vezes em quatro minutos. Rafa assinou o 5-1, Jorge Silva marcou o 6-1 e o 7-1 e Ton Baliu atirou para o 8-1. O catalão também “bisou” na partida e fez o nono golo dos portistas.

À passagem do minuto dez, Hélder Nunes assinou o “hat-trick” ao converter o livre direto consequente da décima falta do Grândola. Três minutos depois, chegou ao “póquer” e fez o 11-1.

O 12-1 saiu do stick de Gonçalo Alves, no momento em que um dos árbitros e o guarda-redes da equipa visitante colocavam a baliza no respetivo local. Do mesmo stick veio o 13-1, na conversão de um penalti. A cinco minutos do final do jogo, o jovem Andrés Zapata, que substituiu o lesionado Telmo Pinto, entrou e assinou 14-1.

Ainda antes do término da partida, José Gonçalves fez o 14-2 para a equipa do Grândola e fixou o resultado final.

Em declarações ao JUP, o treinador do FC Porto, Guillem Cabestany, afirma que pediu à equipa para “não deixar de ter intensidade” durante toda a partida e confessou a sua vontade: “Alargar o resultado, quanto antes melhor”. Em relação às baixas na equipa portista, Cabestany revelou que Telmo Pinto já voltou aos treinos e espera que seja uma opção para a próxima semana. Já Nélson Filipe vai ser integrado nas sessões de preparação da próxima semana para voltar à baliza dos “dragões”.

Quando questionado acerca da distinção com o Dragão de Ouro de melhor treinador do ano, o técnico do FC Porto assumiu-se “muito contente e orgulhoso”, mas considera os prémios individuais em modalidades coletivas “uma contradição” e refere que só recebeu o prémio por um motivo: “Toda a equipa fez muito bem o seu trabalho. Este troféu é um prémio conjunto”, acrescentou.

Com esta vitória, o FC Porto segue em primeiro lugar na tabela classificativa e vai começar a preparar o jogo da próxima jornada frente ao SC Tomar.