Desporto

RED BULL AIR RACE: MCLEOD CONQUISTA A POLE NA ETAPA DO PORTO

A sexta etapa do Red Bull Air Race World Championship arrancou hoje no Porto e levou mais de 250 mil espectadores às margens do Douro.

O primeiro dia da etapa portuense da Red Bull Air Race teve início com uma sessão aberta ao público. A visita decorreu no aeroporto oficial da competição, localizado no Queimódromo do Porto, e promoveu uma interação entre o público e os pilotos, com os habituais autógrafos e selfies.

Em declarações ao JUP, Kirby Chambliss, atual líder do campeonato, confessou a sua paixão pela Invicta: “É uma cidade linda, com uma localização fantástica”. O piloto de 57 anos, que já tinha estado presente nas edições anteriores, afirmou que pretende “alcançar bons resultados” nesta competição.

Kayla Layton, coordenadora da Team Chambliss pelo terceiro ano, confessou que o objetivo é ganhar a etapa e alcançar três vitórias consecutivas. A norte-americana falou ao JUP sobre o ambiente que se vive nos bastidores das corridas: “É maravilhoso, não sinto nenhuma diferença por ser mulher”, afirmou Kayla. 

Pete McLeod, canadiano que ocupa o quarto lugar da competição, confessou que “em todas as etapas estão muito ocupados e concentrados na corrida”, mas realçou “as condições climatéricas, a paixão dos adeptos e a beleza da cidade do Porto” como pontos positivos desta prova. Sobre o circuito, Pete constatou que “é muito rápido e pouco técnico, por isso é difícil ganhar tempo”. Durante a manhã, McLeod disse ainda que “seria muito bom ganhar”, mas que o objetivo da etapa passaria por “conquistar o maior número de pontos” para a classificação. Sobre ter ficado em primeiro lugar nos treino livres do dia anterior, assegurou que “é sempre importante estar na frente”, mostrando-se confiante em função dos resultados dos treinos.

Os primeiros aviões do escalão Challenger rasgaram os céus da Invicta para iniciar os treinos livres por volta das 11h45, seguidos pelos Master, que descolaram mais tarde, pelas 13h30.

A principal ação do primeiro dia da etapa correspondeu à qualificação, segundo a qual os pilotos determinaram a grelha de partida para as corridas de domingo (dia 3). No escalão Challenger, destaque para Florian Bergér, piloto alemão que lidera atualmente o campeonato. Já nos Master, o melhor tempo foi alcançado pelo canadiano Pete McLeod, que bateu Kirby Chambliss e Yoshihide Muroya, segundo e terceiro, respetivamente. De realçar ainda que o espanhol Juan Velarde e o chileno Cristian Bolton não voaram na qualificação, devido a problemas técnicos nas aeronaves.  

O dia terminou com a conferência de imprensa na qual estiveram presentes os pilotos vencedores do primeiro lugar da qualificação nos dois escalões em competição, bem como Jim DiMatteo, diretor de corrida da Red Bull. Questionado sobre o perigo associado à realização destas provas, DiMatteo afirmou que “todas as corridas significam risco”. No entanto, assegurou que “diferentes países têm diferentes normas” e que o lema da sua equipa é “segurança em primeiro lugar”.

Já Pete McLeod, que fez o melhor tempo da qualificação pela quarta vez consecutiva, referiu a sua paixão por esta etapa. “Tenho muito prazer por estar de novo no Porto”, confessou ao JUP. O canadiano mencionou os “adeptos muito entusiastas” como ponto alto da etapa portuense. No que diz respeito ao traçado, McLeod referiu as “viragens muito apertadas” como principal dificuldade, mas afirmou que o plano da equipa passa por “voar muito depressa”, de forma a alcançar a vitória.

O Red Bull Air Race volta a levantar voo amanhã, com a Challenger Cup agendada para as 12h00 e a primeira das três provas do escalão Master prevista para as 13h05. Os pilotos vão descolar no Aeródromo da Maia, e não no aeroporto especialmente preparado para a corrida, já que estão previstas condições climatéricas adversas para a zona de Matosinhos.

Qualificação:

 

Challenger:

1.º Florian Bergér 01:20.742

2.º Daniel Genevey 01:20.999

3.º Ben Murphy 01:22.064

4.º Kenny Chiang 01:22.145

5.ª Mélanie Astles 01:24.400

6.º Kevin Coleman 01:24.556

 

Master:

1.º Pete McLeod 01:07.192

2.º Kirby Chambliss 01:07.942

3.º Yoshihide Muroya 01:07.972

4.º Petr Kopfstein 01:07.979

5.º Michael Goulian 01:08.025

6.º Matt Hall 01:08.186

7.º Martin Sonka 01:08.602

8.º François Le Vot 01:08.903

9.º Matthias Dolderer 01:09.000

10.º Mikael Brageot 01:09.008

11.º Nicolas Ivanoff 01:09.244

12.º Peter Podlunsek 01:11.117

13.º Juan Velarde DNS

14.º Cristian Bolton DNS