Desporto

HÓQUEI: EMPATE EM OLIVEIRA DE AZEMÉIS COLOCA “ÁGUIAS” NA LIDERANÇA

O Futebol Clube do Porto empatou 6 - 6 com a União Desportiva Oliveirense, este sábado, em Oliveira de Azeméis. O resultado do jogo permitiu ao Sport Lisboa e Benfica tomar a dianteira do campeonato.

A partida a contar para a 23.ª jornada do campeonato nacional de hóquei em patins colocou frente a frente a líder da competição, União Desportiva Oliveirense (UDO) e o terceiro classificado, Futebol Clube do Porto (FCP).

O primeiro golo surgiu logo aos sete segundos de jogo num remate de Hélder Nunes desviado pelo “ex-Porto” Ricardo Barreiros.

O FC Porto aumentou a vantagem, aos dois minutos, num lance semelhante ao anterior. Reinaldo García rematou para Rafa, mas foi o jogador da UDO Jordi Bargalló que introduziu a bola na baliza.

A equipa da casa demorou apenas dois minutos para reduzir a desvantagem no marcador, por intermédio de João Souto.

Foi à passagem do minuto onze que Reinaldo García “bisou” na partida e estabeleceu o 1 – 3.

O capitão dos azuis e brancos, Hélder Nunes, também “bisou” ao marcar o quarto golo da equipa.

Ao quarto de hora de jogo, Ton Baliu viu a cartolina azul. Na conversão do livre-direto respetivo, João Souto permitiu a defesa de Nélson Filipe.

Nuno Araújo estabeleceu o 2 – 4, no minuto seguinte.

Houve ainda tempo para Nélson Filipe voltar a defender um lance de bola parada. Desta vez, uma grande penalidade cobrada por Ricardo Barreiros.

Na etapa complementar, a UD Oliveirense chegou ao 3 – 4 por Jordi Bargalló.

O antigo jogador do FC Porto Pedro Moreira estabeleceu o empate no marcador num remate rasteiro, aos 17 minutos.

No minuto seguinte, Pablo Cancela colocou a equipa da casa na frente do marcador ao bater o guardião portista no livre direto respetivo à decima falta portista.

O FC Porto voltou a empatar a partida no minuto seguinte por intermédio do camisola 57, Reinaldo García, que assinou o hat-trick.

No mesmo minuto, Jordi Bargalló fez o 6 – 5 de grande penalidade num lance considerado polémico. Os comentadores da TVI 24 e os jogadores do FC Porto não viram motivo para a existência do penálti.

A cinco minutos do final, a UDO chegou à décima falta. O capitão dos “dragões” Hélder Nunes bateu Xavi Puigbí e estabeleceu o 6 – 6 que veio a ser a resultado final.

Um lance considerado confuso e polémico fez levantar os ânimos no pavilhão. Vários jogadores de ambas as equipas estiveram envolvidos numa troca de palavras. A equipa de arbitragem atribui um cartão vermelho a João Souto e outro a Jorge Silva. Reinaldo García e Jordi Bargalló viram a cartolina azul.

Os dois jogadores expulsos criaram um pequeno conflito que obrigou à intervenção dos restantes atletas, no túnel de acesso aos balneários.

A polícia que se encontrava no pavilhão Dr. Salvador Machado interveio junto da claque portista que tentou chegar intrometer-se na confusão.

Terminada o incidente, a partida foi reatada, mas sem qualquer mudança no marcador.

O empate a seis bolas atribuiu um ponto a cada equipa. O segundo classificado, Sport Lisboa e Benfica (SLB) venceu o jogo em casa frente à Associação Desportiva Sanjoanense (ADS) e somas três pontos. Assim, o SL Benfica passa a liderar o campeonato com mais um ponto que a UD Oliveirense e mais três que o FC Porto.

Os “azuis e brancos” vão defrontar os encarnados no próximo sábado, pelas 18:00, no Dragão Caixa e continuar a lutar pela liderança do campeonato.