Desporto

PETIÇÃO: FUTEBOL FEMININO NO PEQUENO ECRÃ?

Mostrar que "ainda há mulheres fora de jogo" é a motivação do promotor da petição online intitulada “Futebol feminino transmitido na televisão”.

435 nomes assinados em 72 horas. A petição pública criada por José Conceição, diretor de marketing da Jeunesse – uma empresa de trabalho temporário -, acontece num ano em que se deu “uma grande evolução do futebol feminino em Portugal”. Ainda assim, José Conceição está consciente de que “há muitas coisas que ainda podem evoluir”. Uniformizar as transmissões televisivas dos jogos de futebol feminino é uma delas.

A seleção nacional sénior foi a primeira aposta das cadeias de televisão. Em janeiro de 2016, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a TVI assinaram uma parceria para a transmissão da fase final do Campeonato da Europa de 2017, na Holanda, e também das partidas da equipa lusa na Algarve Cup, em março deste ano.

Uma realidade que José alerta não ser transversal à Liga Allianz e às equipas que a constituem: “o campeonato nacional tem cerca de 14 equipas e só transmitem o jogo de duas”. Em declarações ao JUP, José defende que transmitir os “jogos entre os dois tubarões do futebol feminino – o Sporting Clube de Braga (SCB) e o Sporting Clube de Portugal (SCP) – é uma discriminação em relação a outros clubes modestamente mais pequenos.” O profissional de marketing acrescenta ainda que “em termos de historial, são as pequenas grandes equipas que constroem a modalidade.”

“Fazer um pressing mais forte porque as pessoas querem ver jogos de futebol feminino na televisão.”

José Conceição tem 28 anos e considera-se “um simples adepto do futebol feminino”. Começou a petição por iniciativa própria e quando atingir as “1500 assinaturas pretendo falar diretamente com a Federação Portuguesa de Futebol, para demonstrar que já há uma grande adesão à petição.” Sobre as condições logísticas para a transmissão, José Conceição afirma que “a FPF já tem um canal que consegue com facilidade transmitir um ou dois jogos por fim de semana.”

“Desvalorizam a capacidade da mulher para jogar à bola. Existe uma qualidade soberba no futebol feminino que não está a ser aproveitado da melhor forma.”

“Gostava que a Jéssica Silva desse a cara pela petição. É a ‘Cristiana Ronalda’ da seleção”, reconhece José Conceição. A jogadora do Sporting de Braga tem 9 golos marcados no campeonato. Aos 22 anos, a avançada é uma das titulares da seleção nacional e regressou depois de uma lesão que a afastou dos relvados durante 6 meses.