Desporto

HÓQUEI: “DRAGÕES” AVANÇAM NA TAÇA

O Futebol Clube do Porto venceu o Sporting Clube de Portugal este sábado por 8 - 3, no Dragão Caixa e a contar para os 16 avos de final da Taça de Portugal.

O Dragão Caixa esteve quase cheio para receber o encontro entre as duas equipas da primeira divisão.  O Futebol Clube do Porto (FCP) entrou melhor e aos quatro minutos de jogo Esteban Abalos viu o cartão azul. No consequente livre direto, Hélder Nunes marcou o primeiro golo do jogo. Menos de um minuto volvido na partida e num ataque rápido, Hélder Nunes marcou o segundo.

Aos 17 minutos de jogo, novo cartão azul para o Sporting Clube de Portugal (SCP), desta vez para Poka. No livre direto, o capitão dos azuis e brancos fez o hat trick.

A reação visitante apareceu aos 19 minutos de jogo. Na marcação de uma grande penalidade, Sergi Miras reduziu a desvantagem. Antes do intervalo ainda houve tempo para novo livre direto para os “dragões”, a castigar a décima falta do Sporting. Na conversão, Hélder Nunes não conseguiu enganar Ângelo Girão. O intervalo  chegou com 3 – 1 no marcador.

A abrir o segundo tempo, o FCP chegou à décima falta, mas Pedro Gil atirou ao lado no livre direto. Aos 34 minutos, Rafa ampliou a vantagem portista para três golos.

Aos 36 minutos, a equipa da capital ainda voltou a reduzir para 4 – 2 por Caio e aos 38 Pedro Gil permitiu a defesa a Nélson Filipe – num livre direto a castigar a 15.ª falta portista, mas aos 40 minutos Vitor Hugo repôs a vantagem dos azuis e brancos em três golos.

No minuto seguinte foi o Sporting a fazer a 15.ª falta. Na marca de livre direto, Hélder Nunes voltou a deixar que Ângelo Girão brilhasse. Na sequência do lance, Hélder Nunes foi derrubado e a dupla de arbitragem marcou grande penalidade. Chamado à conversão, Gonçalo Alves fez o 6 – 2.

A três minutos e meio do fim, nova grande penalidade a favor do Sporting e Sergi Miras fez o segundo golo na partida. Os últimos dois minutos ainda deram para dois golos de Gonçalo Alves, o último novamente de grande penalidade e que selou a vitória dos “dragões” em 8 – 3.

No final da partida e em declarações ao JUP, Guillem Cabestany, treinador do FCP, disse que foi “uma vitória muito importante” e abordou as dificuldades do jogo: “A dificuldade era máxima. Pelo adversário, em primeiro lugar, e por virmos de um jogo em que não ficamos satisfeitos com o resultado”. O técnico afirmou ainda que os “dragões” estão na taça “para vencer”, que a equipa tenta “entrar bem em todos os jogos” e que “esteve muito bem nas bolas paradas”.

Já Paulo Freitas, treinador dos “leões”, disse que a  equipa “não entrou bem no jogo sob o ponto de vista defensivo”. O treinador do SCP afirmou que “cometeram alguns erros e permitiram algumas transições ao FCP”. O técnico do Sporting criticou a arbitragem, nomeadamente as “duas bolas paradas” e a “dualidade de critérios”. Paulo Freitas ainda prometeu “discutir o resultado” em todos os jogos com os candidatos ao título, até ao fim da época.

O próximo jogo do Futebol Clube do Porto é no próximo sábado frente ao Valença Hóquei Clube (VHC), a contar para a 18.ª jornada do campeonato nacional de hóquei em patins.