Desporto

HÓQUEI: SPORTING DE TOMAR GOLEADO NO DRAGÃO CAIXA

O Futebol Clube do Porto venceu o Sporting de Tomar este domingo por 11 - 2, na 17.ª jornada campeonato nacional de hóquei em patins.

Depois do empate do Sport Lisboa e Benfica (SLB) em casa frente à Juventude de Viana (JV), o Futebol Clube do Porto (FCP) recebeu, no Dragão Caixa, o Sporting Clube de Tomar (SCT) com o objetivo de se aproximar do topo da tabela classificativa.

Nos primeiros minutos de jogo, uma falta e alguns protestos valeram o cartão azul a Paulo Passos. No consequente livre direto, Hélder Nunes permitiu a defesa ao guarda redes tomarense, Marco Gaspar.

Aos dez minutos de jogo, Gonçalo Alves abriu o marcador, a partir da marca de grande penalidade. Apenas quatro minutos mais tarde, Rafa ampliou a vantagem portista, numa jogada individual.

A partir daí nasceu a reação da equipa ribatejana. Aos 18 minutos, Pedro Martins bateu Carles Grau com uma “picadinha” e reduziu a desvantagem. A cinco minutos do final da primeira parte, o Tomar chegou à igualdade por Ivo Silva, num livre direto a castigar a décima falta dos dragões.

O jogo chegou ao intervalo com um empate a dois golos e com algumas dificuldades para o FCP em superar o sétimo classificado do campeonato nacional.

O segundo tempo foi muito diferente. Logo ao primeiro minuto, Hélder Nunes repôs os portistas na liderança do marcador. Dois minutos depois, Rafa bisou na partida e fez o 4 – 2.

O Tomar ainda só tinha duas faltas e o Porto já chegava à 15.ª. Na conversão do livre direto, Ivo Silva atirou ao poste da baliza de Carles Grau.

Aos 31 minutos, um novo penalti para a equipa da casa e Gonçalo Alves voltou a enganar Marco Gaspar. Gonçalo Alves fez o hat trick, novamente de grande penalidade, aos 37 minutos de jogo.

No minuto 43 da partida, foi a vez de Vítor Hugo marcar. No minuto seguinte, o mesmo jogador fez o 8 – 2, depois de uma assistência de costas de Jorge Silva.

A saga Vítor Hugo não acabou por aqui. Passado mais um minuto, fez o 9 – 2 e a três minutos do fim concretizou o 10 – 2, num lance semelhante ao que deu o 8 – 2 aos dragões.

O último golo da equipa da casa saiu do stick de Ton Baliu, a dois minutos do final. Até ao fim, Jorge Silva ainda foi punido com o cartão azul, por protestos vindos do banco.

No final da partida, em declarações ao JUP, Guillem Cabestany, treinador da formação portista, afirmou que “não houve grande diferença” e que a “diferença básica foi a finalização”. O técnico adiantou ainda que “na primeira parte criaram muitas oportunidades, mas não finalizaram bem” e que “o Tomar é uma equipa rapidíssima no contra-ataque”.

Sobre a aproximação ao primeiro lugar, o treinador dos dragões diz que “é um pouco mais de motivação para trabalhar com ainda mais intensidade” e concluiu que a equipa tem de “respeitar todos os adversários como respeitou o Tomar, de forma a conseguir somar vitórias e ter hipóteses de no fim da época jogar os jogos decisivos”.

Com os resultados da 17.ª jornada, o FC Porto está a dois pontos do novo líder, UD Oliveirense (UDO) e a um do SL Benfica. O próximo jogo dos dragões vai ser no próximo sábado frente ao Reus Deportiu (RD) de Espanha, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europeia de hóquei em patins.