Desporto

PORTUGAL TERMINA EUROPEU DE NATAÇÃO ADAPTADA COM DUAS MEDALHAS DE BRONZE E NOVOS RECORDES NACIONAIS

O Campeonato Europeu de Natação Adaptada 2016 decorreu entre os dias 30 de abril e sete de maio, no Funchal. Os 16 atletas da comitiva portuguesa fixaram novos recordes nacionais e David Grachat conquistou duas medalhas de bronze.
Fotografia por Duarte Paulini

David Grachat conquistou, ao quinto dia do Europeu de natação adaptada, a primeira medalha de bronze para Portugal na prova dos 100 metros livres (S9). O nadador do GESLoures fixou ainda o novo recorde nacional em 58,38s. Ao JUP, o atleta confessou que “não estava à espera de ter conquistado o bronze nem de ter feito um resultado tão bom” e, por isso, “superou largamente as expectativas”. O português dividiu o terceiro lugar do pódio com o croata Kristijan Vincetic. A medalha de ouro foi entregue ao italiano Federico Morlacchi (56,99s) e a de prata ao britânico Lewis White (58,07s).

No último dia de competição, David Grachat alcançou a segunda medalha de bronze para a seleção nacional na prova dos 400 metros livres (S9) com o tempo de 4.28,26 minutos. A medalha de ouro foi entregue ao italiano Federico Morlacchi (4.19,28) e a prata ao croata Kristijan Vincetic (4.22,95).

“Preparo os objetivos consoante a importância da prova em si e os 400 metros livres são a minha prova”, confessou Grachat ao JUP. O alteta, que já tinha alcançado medalhas de bronze nos 400 metros livres nos Mundiais de 2015 e nos Europeus de 2014, reconheceu que tinha “um título a defender” e, portanto, “não podia estar mais satisfeito”.

No final da competição, Portugal totalizou 20 recordes nacionais conquistados por Ivo Rocha, David Carreira, Joana Calado, João Pinho, Nuno Alves, João Pina, Nélson Lopes, Rúben Linhares e David Grachat. A competição contou com 453 nadadores, oriundos de 52 países diferentes.