Cultura

SLOW J: UM PASSO ATRÁS E DOIS EM FRENTE

Slow J marcou o seu regresso aos palcos no Festival de Integração de Aveiro i9/20, no passado sábado. O concerto arrancou a digressão do novo álbum do artista, You Are Forgiven, sucessor de The Art Of Slowing Down, lançado em 2017. Por: Inês Moura Pinto

Dois anos passaram desde que Slow J rendeu o mundo do hip hop português a The Art of Slowing Down. No passado fim de semana, o jovem artista deu por terminada a sua ausência e explicou aos fãs o porquê da demora, ao abrir o concerto com “Também Sonhar”: “Desculpa, eu tive de dar um passo atrás/Lembrar-me do que eu sou capaz/Tive de afastar-me primeiro ‘pa amar o que eu tenho não me/conformar”.

De sorriso rasgado, Slow J não conseguiu esconder a sua felicidade com a recepção calorosa dos fãs. O artista demonstrou o seu agrado com o Festival i9/20, da Universidade de Aveiro, ter sido o ponto de partida na divulgação do seu terceiro álbum. Do mesmo, apenas tocou cinco músicas: “Também Sonhar”, “Onde estás?”, “Só Queria Sorrir”, “Teu Eternamente” e “Silêncio”. Nos temas do álbum anterior foi Slow J quem teve de acompanhar os fãs, chegando mesmo a recomeçar a “Serenata”, que os estudantes lhe roubavam em uníssono. “Vida Boa” e “Cristalina” tiveram, também, o seu devido impacto entre os jovens, que as citavam euforicamente com o artista, letra por letra.

Composto por nove músicas, You Are Forgiven simboliza o regresso de Slow J após algum tempo de autodescoberta e introspeção. O terceiro álbum do artista conjuga a eloquente escrita dos poemas habilidosamente arquitetados com beats e ritmos refrescantes, que se mantêm fiéis ao seu estilo, mas munem o álbum de algo diferente.

Depois do single “Teu Eternamente” que indicava uma nova produção a caminho, lançado em novembro do ano passado, Slow J presenteou os fãs, então, com You Are Forgiven a 20 de setembro. No fim, depois de ter dado “um passo atrás” e dois de novo na direção dos palcos, Slow J despediu-se de Aveiro e prometeu “voltar”.

Artigo da autoria de Inês Moura Pinto.