Cultura

RESOLUÇÃO ANTES DE ACABAR O ANO: VER 25 FILMES DE BUÑUEL

As exibidoras Medeia Filmes e Leopardo Filmes dão uma ajuda na realização de resoluções do pequeno cinéfilo que há em nós: a retrospetiva 25X Buñuel homenageia a obra do cineasta espanhol e passa pela sala de cinema do Teatro Campo Alegre entre os dias 2 e 11 de setembro. Por Maria Pinto.

A sala de cinema do Teatro Campo Alegre abre as portas durante dez dias para dar a conhecer (ou recordar) a obra de mais um grande cineasta mundial. Depois de passagens por Ingmar Bergman, no ciclo intitulado Centenário do Nascimento, e por nomes do cinema japonês como Yasujiro Ozu e Nagisa Oshima, lembrados na mostra PRIMAVERA TARDIA — (Re) Visitação do Cinema Japonês, agora é a vez de Luis Buñuel abrir o seu mundo interior para ser observado.

Considerado o pai do cinema surrealista, Buñuel é um dos realizadores mais originais da história do cinema, tendo absorvido influências de Salvador Dalí e Federico García Lorca. O artista, mais de 30 anos depois da sua morte, continua a deixar a sua marca na indústria cinematográfica atual: Pedro Almodóvar, por exemplo, é um confesso aprendiz – que, após anos parado, regressa também agora com Dolor y Gloria.

Em dias de intenso Buñuel, poderemos assistir a variados filmes do cineasta, nomeadamente Um Cão Andaluz, A Idade de Ouro, Las Hurdes, Terra Sem Pão, Ensaio de um Crime, O BrutoMonte dos Vendavais.

Cada sessão é exibida às 18h30 e às 22h00. Para os faltosos e perpétuos inventores de desculpas, 25XBuñuel continua até ao dia 18 de setembro no Espaço Nimas, em Lisboa, onde a iniciativa teve a sua estreia. A lista completa pode ser consultada aqui.

Artigo da autoria de Maria Pinto.