Cultura

QUEIMA DAS FITAS: A BARRACA TANTO ABANA QUE FECHA

O JUP deu uma volta pelas barraquinhas e reuniu impressões sobre a Queima das Fitas. Por Inês Moura Pinto.

Em plena Semana Académica do Porto, na quarta-feira, três barracas foram encerradas temporariamente pela Federação Académica do Porto (FAP). A sanção da FAP deu-se devido à circulação na internet de vídeos publicados nas contas de várias barracas do queimódromo que violam a privacidade dos estudantes e mostram práticas de cariz sexual a troco de shots.

Depois do incidente, a Queima das Fitas do Porto conta agora com uma fiscalização mais apertada do que se passa dentro das barracas e a FAP assume tolerância zero face a atentados “contra a dignidade dos estudantes, seja em que termos forem”.

Para além de questionar como está a ser a Queima dos estudantes este ano, o JUP quis saber o que pensam desta polémica e se consideram uma medida justa por parte da FAP.