Cultura

FIMP’17: AS MARIONETAS REGRESSAM AO PORTO

O Festival Internacional de Marionetas do Porto invade a cidade para mais uma edição. Na 28ª edição, para além dos habituais espetáculos, também existem concertos e workshops para quem quiser participar

O mês de outubro fica marcado pela apresentação de mais um festival de marionetas a acontecer em vários espaços da cidade do Porto.  Entre os dias 13 e 29 de outubro, o FIMP contará com 14 espetáculos, quatro deles concertos, e vários artistas europeus de renome, do teatro de objetos e formas animadas. Nesta 28ª edição, o FIMP contará também com workshops, cinco Work in Progress de entrada gratuita e a tradução de algumas sessões para Língua Gestual Portuguesa e também para inglês e português.

A abertura desta edição dá-se com o Teatro de Ferro e o espetáculo Marionetas Tradicionais de Um País que Não Existe, a apresentar no Mosteiro de São Bento da Vitória, no dia 13 de outubro. No mesmo dia, os portugueses Radar 360º apresentam Manipula#som, um concerto visual de caráter circense, no Teatro Campo Alegre. A Tarumba – Teatro de Marionetas, presença assídua neste festival, regressa com Este não é o Nariz de Gógol, mas podia ser… com um toque de Jacques Prévert (dia 21) no Teatro Rivoli.

Da Bélgica, chegam ao Porto, pela primeira vez, os Compagnie Gare Centrale com o espetáculo Ressacs (dia 15) a apresentar no Teatro Rivoli. Um espetáculo que fala acerca da mais recente crise e do crash financeiro de 2008. Também da Bélgica, o coletivo Une Tribu Collectif coloca algumas questões sobre a existência e a capacidade de escolher, com Gaspard a ser apresentado dia 21 no Teatro Rivoli.

Vindo da Itália, Gaspare Nasuto , “um dos grandes mestres do Guarattelle napolitano”, apresenta La Domus di Pulcinella, no dia 20, no café Rivoli. Também no Teatro Rivoli, o russo Akhe Theatre apresenta Gobo. Digital Glossary (dia 21). “Este espetáculo é uma coleção de instalações ou mini-performances organizadas numa estrutura em que o espetador poderá criar a sua representação de Gobo”, de acordo com a nota de apresentação.

O Teatro de Ferro e o Teatro de Marionetas do Porto apresentam algumas novidades nesta 28ª edição. Para o público mais jovem, o Teatro de Ferro dá a conhecer  Bela Adormecida, “uma experiência sobre o teatro dos sonhos, sobre o sonho do teatro” no Teatro Rivoli, dia 20. Já o Teatro de Marionetas do Porto entra no universo de Franz Kafka pela mão das marionetas, com o espetáculo Arcano a ser apresentado no Teatro Campo Alegre, dia 20.

Já no âmbito musical, estará presente no Mosteiro de São Bento da Vitória (dia 18),  a Sonoscopia, com uma orquestra – de seu nome Phobos – de pequenos robots que irão tocar algumas peças de compositores contemporâneos portugueses. O artista francês Pierre Bastien trará ao Teatro Rivoli (dia 21) um concerto-performance – de seu nome Quiet Motors –  que “combina o som do trompete de bolso com um conjunto de autómatos musicais construídos a partir de peças de Meccano e engrenagens”. Para finalizar esta edição, entram os Puppetmastaz  uma banda de hip-hop berlinense composta por uma crew de MC’s marionetas-animais, dia 28 no Hard Club.

Este ano, o FIMP contará com a 3ª edição da Bolsa Isabel Alves Costa, que passará a ter caráter bienal, em parceria com a companhia Comédias do Minho e com o Teatro Municipal do Porto.

A programação completa da 28ª edição do Festival Internacional de Marionetas do Porto, pode ser consultada aqui.