Cultura

“The World of Steve McCurry” chega dia 10 ao Porto

De 10 de outubro a 31 de dezembro, a Alfândega do Porto vai acolher a exposição “The World of Steve McCurry”. Estarão expostas 250 fotografias, entre as quais o famoso retrato da “Menina Afegã”.

“The World of Steve McCurry” traz ao Porto algumas das obras mais emblemáticas do multipremiado fotógrafo – espelho das inúmeras viagens que fez pelo mundo ao serviço da National Geographic. Conhecido pelas cores vibrantes e pela composição das suas fotografias, Steve McCurry tem a sua obra publicada em vários livros – o mais recente, Afghanistan, editado pela Taschen e divulgado em agosto deste ano.

Na exposição, de entre as 250 obras escolhidas, estará o famoso retrato da “Menina Afegã”, capa da National Geographic em 1985. A rapariga da fotografia, Sharbat Gula,  vivia num campo de refugiados no Paquistão, e voltou a ser fotografada por Steve McCurry em 2002, já com 30 anos – e só nessa altura ficou a saber que os seus olhos verdes eram conhecidos em todo o mundo.

Capa da National Geographic, de junho de 1985
Capa da National Geographic, de junho de 1985 (DR Steve McCurry)
A "Menina Afegã" fotografada em 2002. (DR Steve McCurry)
Sharbat Gula, a “Menina Afegã” fotografada em 2002, já com 30 anos de idade (DR Steve McCurry)

Tocado pelas situações de miséria e pobreza extrema com que se deparou nas suas viagens ao Médio Oriente, Steve McCurry fundou, em 2004, a ImagineAsia – uma organização sem fins lucrativos com a missão de melhorar o acesso à educação de crianças e jovens afegãos.

Numa entrevista à Phaidon Press, em 2010, quando questionado sobre qual o segredo para uma boa fotografia, Steve McCurry respondeu: “Boas fotografias são feitas de vários elementos – tens de ter uma certa luz, uma certa composição, um certo design”. Mas, sublinhava, também é importante “escolher aquele momento certo, o sítio certo para se estar, o sítio certo para disparar”. Por vezes, reconhece, o momento aparece quando menos se espera.

“A maioria das vezes, quando estou na Índia ou no Tibete, a forma como trabalho é apenas levantar-me de manhã sem qualquer plano (…) do que vou fazer, apenas literalmente saio pela porta e deixo o dia tomar o seu próprio rumo… E encontro sempre coisas maravilhosas a acontecer… o inesperado acontece!”

Muitos destes momentos inesperados, captados pela lente do fotógrafo, estarão em exposição na Alfândega do Porto, a ser visitada até 31 de dezembro. Esta é a segunda vez que Steve McCurry expõe em nome próprio em Portugal – a primeira foi em abril de 2016, em Lisboa, na Barbado Gallery.

Mais informações sobre  a exposição”The World of Steve McCurry” podem ser consultadas na página do evento no Facebook.