Cultura

CLÉRIGOS COMEDY CLUB: O JOVEM CONSERVADOR DE DIREITA É, AFINAL, MUITO MAIS DO QUE ISSO

A noite pareceu não ter fim, no melhor sentido. Foram cinco as performances da noite, e Bruno Henriques até subiu ao palco duas vezes. Quem? Exato, Bruno é o Jovem Conservador de Direita, uma das páginas do facebook mais acutilantes do momento. A surpresa da noite? O seu estagiário, que também subiu ao palco. Rui Xará, como se costume, moderou a noite no Clube 3C.

Depois de várias tentativas falhadas, voltam ao país as noites regulares de stand-up comedy no formato de “clube de comédia”. Todas as quartas-feiras até 21 de junho, o JUP vai acompanhar as “warm up sessions” do Clérigos Comedy Club, no Clube 3C, no Porto, programadas pelo humorista Rui Xará, mentor do projeto. Todas as semanas contamos o que vimos em palco e o que nos contaram fora dele.

Foto: Ana Marta Ferreira
Foto: Ana Marta Ferreira

Ricardo Couto abriu a noite. Já o vimos várias vezes, sob a alçada de Rui Xará e fora dela. No Clube 3C, na passada quarta-feira 31 de maio, teve uma abertura difícil. Não bastava estar a contar ao público a forma como “perdeu” a mãe (sim, entre aspas), e ainda tinha como ouvinte entusiástica uma senhora visivelmente alcoolizada, que complicou as primeiras intervenções da noite, até ter saído do bar.

Mas Ricardo continuou a contar as idiossincrasias da sua família “de classe média baixa” e uma particular experiência numa paragem de autocarro e o público finalmente “aqueceu” para o resto da noite.

O momento “open-mic” da noite? Sérgio Duarte. É verdade, amigos, o precário estagiário do Jovem Conservador de Direita, que paga para estagiar. Mas tal como o “Jovem”, Sérgio não subiu ao palco em personagem. Trouxe consigo uma performance que ainda não tínhamos visto no Clube 3C. Assumindo que não gosta de “contar histórias” e que, por isso, não tem “jeito” para o stand-up, chegou com uma folha A5 na mão com “temas”. Foram vários minutos de one-liners, piadas sucintas, observações que às vezes precisam apenas de uma frase para levarem o público às lágrimas, tal como aconteceu no Clérigos Comedy Club com Sérgio.

Entre as usuais apresentações e momentos de humor espontâneos e de improviso com o público pelo Rui Xará, ainda se cantou os parabéns ao Arnaldo, que ninguém soube bem quem era, mas que decidiu festejar o aniversário num comedy club, e fez muito bem.

Fábio Pascoal, tal como Ricardo Couto, vem de Gondomar e com histórias diferentes do mesmo meio de “classe média baixa”. Minutos que pareceram completar os de Ricardo e que caíram muito bem no público desta noite do Clérigos Comedy Club.

Antes do momento da noite, mais um “protégé” do Rui Xará subiu ao palco. Rafael Videira já faz parte destas andanças com o Xará com vários comediantes de Lisboa há anos e, na passada quarta-feira, veio contar histórias de um homem casado e da distância que já sente dos mais pequenos.

Finalmente sobe ao palco Bruno Henriques. O “Jovem Conservador de Direita” no Clube 3C é, afinal, um homem casado, à espera da terceira filha, e que veste t-shirt em vez de fato e gravata. Esteve a noite toda a rir às gargalhadas das histórias dos que lhe sucederam – e das one-liners do seu “estagiário”, e quando subiu ao palco conquistou o público com uma versão bem diferente do que se lê na famosa página do Facebook.

No Clérigos Comedy Club quem vemos não é o grande empresário, assessor político, bastião em Portugal da Goldman Sachs, mas o Bruno, de aliança no dedo e que fala das entrevistas de emprego na Vodafone. Um número arriscado para quem o conhecia apenas pela página da rede social, mas aparentemente nada funciona mal para o público do Clérigos Comedy Club.

Hoje continuam as “warm-up sessions” organizadas por Rui Xará, com João Seabra a fechar a noite.