Cultura

PARTY SLEEP REPEAT: UM HINO À AMIZADE

A Oliva Creative Factory recebeu, no sábado (22), o Party Sleep Repeat para celebrar, pelo quinto ano consecutivo, a música, a cultura e a amizade. Quem por lá passa diz que este não é um festival qualquer. Tiago Valente dos Santos, presidente e fundador da Associação Luís Lima, esteve à conversa com o JUP e explicou o porquê.

O festival surge associado a um mau momento na vida de um grupo de amigos-  a perda de Luís Lima, um dos membros desse grupo. “Party Sleep Repeat” era o seu lema de vida. Com o objetivo de lhe prestar uma homenagem pouco convencional decidiram reunir algumas bandas que tinham algum significado para si e juntar-se para criar um hino à amizade. Os Black Chakra, a Capicua e os Sensible Soccers fizeram as honras da casa e eternizaram a memória de Luís Lima com um sucesso que se refletiu na continuação do festival em São João da Madeira até hoje.

A escolha das bandas que por lá passam não é feita ao acaso- “Todo o evento é pensado em memória do Luís e, portanto, nós temos quase a certeza absoluta de que ele ia gostar das bandas que trazemos.”, confessou Tiago Valente dos Santos. Este ano foi a vez de The Sunflowers, ToulouseBaywaves, Prana, Marvel Lima, Riding Pânico, The Legendary Tigerman e os DJs Adão, La Flama Blanca e A Boy Named Sue pisarem o palco.

Tiago Valente dos Santos deixou o seu agradecimento a todos aqueles que contribuem para a organização do Party Sleep Repeat- “Este festival só existe pela boa vontade de toda a gente que está aqui. Nós somos todos voluntários, temos trabalhos em full-time, o único rendimento que temos disto é emocional.”.

O dinheiro da venda dos bilhetes reverteu para a Associação de Jovens Ecos Urbanos, como já tem acontecido nas edições anteriores, e para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, com a finalidade de ajudar no financiamento de trabalhos de investigação.