Cultura

DIA DO LIVRO: ONDE CELEBRAR A LITERATURA NO PORTO

A 23 de Abril, dia em que se assinala a morte de autores como Miguel Cervantes e William Shakespeare, há alguns exemplos de livrarias portuenses e teatros que fomentam o gosto pela leitura através de eventos espalhados pela cidade.

O Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor celebra-se a 23 de abril, numa iniciativa da UNESCO, com o objetivo de promover o interesse pela leitura.

Um dos homenageados deste dia, o autor de Dom Quixote, Miguel Cervantes, afirmou que “quem lê muito e anda muito, vê muito e sabe muito”. No Porto, cidade de Almeida Garrett, Camilo Castelo Branco e Sophia de Mello Breyner, há muito para ler e por onde andar. E por isso, três livrarias da cidade abrem portas e organizam eventos, durante este fim-de-semana, com vista à celebração da leitura, dos escritores e dos livros:

Livraria Lello | Domingo, 23 de abril

A reconhecida Livraria Lello convida os leitores a assistirem à abertura das portas, pelas 10h, na primeira edição do evento a que se juntam representantes de oito das “livrarias mais bonitas do mundo”. Será proporcionada uma visita guiada, com destaque para a inauguração de uma exposição constituída por obras que as livrarias visitantes cederam.

No encontro de livreiros internacionais vão estar responsáveis Atlantis Books (Santorini, Grécia), Bart’s Books (Ojai, EUA), Boekhandel Dominicanen (Maastricht, Países Baixos), Cook & Book(Bruxelas, Bélgica), Daunt Books (Londres, Reino Unido), Libreria Acqua Alta Di Frizzo Luigi (Veneza, Itália), Livraria Lello (Porto, Portugal), Shakespeare and Company (Paris, França) e The Last Bookstore (Los Angeles, EUA).

Além da criação de um programa internacional de intercâmbio de livreiros, os livreiros propõem, na ordem de trabalhos deste dia, o desenvolvimento de um “passaporte” válido num roteiro que inclua estas livrarias e a criação de uma rede internacional das livrarias mais bonitas do mundo.

Livraria Confraria Vermelha

  • Deus me livro! | Sábado, 22 de abril

A livraria Confraria Vermelha, que comercializa apenas livros escritos por mulheres, recorrerá à sua banca HerStory, situada no Mercado de Porto Belo, na Praça Carlos Alberto, para estimular a compra de livros. Através da apresentação de um cupão virtual, todas as compras superiores a 20€ têm um desconto de 5€. O Mercado funciona entre as 10h e as 19h e podes encontrar o teu cupão aqui.

  • Silent Reading Party | Domingo, 23 de abril

Mais uma atividade promovida pela Confraria Vermelha, desta vez uma Silent Reading Party, ou, em português, uma “festa de leitura silenciosa”. A realizar-se pelas 16 horas, a iniciativa consiste, tal como o nome indica, num evento onde um conjunto de pessoas partilha o mesmo espaço e lê o seu livro em silêncio, sem qualquer tipo de reflexão ou discussão. A livraria, localizada na Rua dos Bragas, propõe aos leitores que tragam, comprem, ou peçam emprestado um livro à sua biblioteca, e simplesmente desfrutem da leitura.

Livraria Flâneur

  • Pedro Eiras e Rosa Maria Martelo conversam sobre Siringe | Sábado, 22 de abril

Siringe, o livro de poesia escrito por Rosa Maria Martelo, é alvo de conversa pela autora com o também escritor Pedro Eiras, que fará a sua apresentação. Esta conversa terá lugar na livraria Flâneur, na rua Ribeiro de Sousa, na Constituição, entre as 17h e as 18h30.

  • Discussão sobre Morrer Sozinho em Berlim, de Hans Fallada | Domingo, 23 de abril

A obra de Hans Fallada, Morrer Sozinho em Berlim, publicada em Portugal pela Relógio D’Água, assume-se como “o mais importante livro escrito sobre a resistência alemã ao nazismo”. Está dado o mote para mais uma edição do Clube de Leitura, na livraria Flâneur. O encontro iniciar-se-á pelas 16 horas.

Porque nunca se tem livros a mais

Na livraria Flâneur, decorre também uma Feira do Livro durante este dois dias, com promoções em várias publicações. Podes igualmente aproveitar as campanhas das grandes lojas, como a Bertrand e a FNAC, que promovem descontos até 50%, ao longo do fim-de-semana.

E se não sabes o que ler, no domingo, 23 de Abril, é apresentado O Plano Nacional de Leitura 2027. A cerimónia será presidida pelo primeiro-ministro, António Costa, e começa pelas 11h30, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, nos Jardins do Palácio de Cristal.

Paranhos organiza a Books Help!, uma feira de livro solidária que decorre durante o fim-de-semana na Avenida dos Combatentes da Grande Guerra. Aqui podes trocar um livro por um género alimentar ou, caso não tenhas tempo para ir às compras, por um euro. Todos os donativos revertem a favor do Centro Social das Antas.

Já no Teatro Carlos Alberto, na sala de vidro, há no dia do Livro um leitura partilhada de Húmus, o livro de Herberto Helder e de excertos da obra, com o mesmo nome, de Raúl Brandão, na qual Herberto se baseou. Começa às 14h30, antes da última oportunidade para ver E-nxada, espetáculo em cena no TeCA, sobre a ruralidade, a sua desconstrução e imaginário num local urbano e contemporâneo, como a cidade.